Presidente do TJ acerta vinda do CNJ ao Acre para mediar discussão sobre PCCR com o Sindicato dos Servidores

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Adair Longuini, após tratativas por telefone com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), confirmou na noite de quarta-feira (14) a vinda ao Acre do conselheiro Wellington Cabral Saraiva, que irá atuar como mediador na discussão entre o Pleno do Tribunal de Justiça e o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinspjac) sobre o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos servidores.

O conselheiro é o relator do Pedido de Providências nº 0006683-63.2012.2.00.0000, de autoria do Sinspjac, que questiona as modificações introduzidas no texto do PCCR a ser enviado para votação na Assembleia Legislativa do Estado. Em razão desse questionamento, os servidores do Judiciário, representados pelo Sinspjac, e os oficiais de Justiça do Poder, representados pela Associação dos Oficiais de Justiça do Estado do Acre (Assojac), encontram-se em greve há mais de um mês, desde o dia 5 de outubro passado.

Ao mesmo tempo que prestou as informações solicitadas sobre a matéria, o desembargador-presidente Adair Longuini fez solicitação expressa para que o Conselho viesse ao Estado acompanhar de perto a questão. Assim, nas conversações mantidas entre o conselheiro e o presidente por telefone, entendeu-se que a vinda do representante do CNJ ao Acre será o melhor instrumento para intermediar a retomada do diálogo entre o Tribunal e os seus servidores.

Nesse sentido, o presidente do TJAC reafirmou seu compromisso de que o anteprojeto do PCCR não será enviado ao Legislativo Estadual antes do cumprimento dessa agenda de trabalho do CNJ. De igual modo, o conselheiro recomendou que os servidores refletissem sobre a possibilidade de retorno ao trabalho, vez que a suspensão da greve facilitará o entendimento e a administração dos efeitos funcionais e econômicos do movimento.

Ao assegurar o empenho do CNJ na superação do impasse, em seu último despacho no Pedido de Providências nº 0006683-63.2012.2.00.0000, às 23h33 de ontem (14), o conselheiro Wellington Saraiva designou a realização de uma audiência destinada à instrução e à conciliação entre as partes (Regimento Interno do CNJ, art. 25, § 1.º) para o dia 23 de novembro, próxima sexta-feira, na sede do TJAC, em Rio Branco.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 30/06/2015