Presidente apresenta práticas que ajudaram TJAC a alcançar 100% de produtividade

Atendendo convite do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Roberto Barros, apresentou nessa última terça-feira (15), em Brasília, painel com as ações estratégicas do TJAC consideradas responsáveis pelos 100% de produtividade divulgados no Relatório Justiça em Números 2013.

Durante a apresentação, ele lembrou do empenho dos magistrados e servidores e citou como um dos principais méritos do Tribunal a digitalização dos processos. “As funções essenciais precisam estar virtualizadas e tramitarem da mesma forma. Com isso, nossa taxa de congestionamento vai ficando cada vez menor; esperamos para este ano cerca de 35%”, disse.

O presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, que também alcançou 100% de produtividade, ressaltou a importância da virtualização, mas lembrou as dificuldades enfrentadas para conseguir concretizar o projeto. “Não temos banda larga no Amapá. Isso torna nossa virtualização e todos os trabalhos nesse sentido bem caros”, ponderou.

Além do presidente do Tribunal de Justiça do Acre, os presidentes dos tribunais de Justiça (TJs) do Rio Grande do Sul (TJRS), Rio de Janeiro (TJRJ), Mato Grosso do Sul (TJMS) e Amapá (TJAP) obtiveram 100% de produtividade, segundo o Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus) e apresentaram suas principais ações.

Ainda durante o encontro do CNJ, o desembargador Roberto Barros também concedeu entrevista para a Rede Amazônia e lembrou o grande esforço do TJAC em realizar projetos estratégicos como a virtualização. A matéria foi destaque no Jornal Bom dia Amazônia (veja aqui).

Entrevista:

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 22/06/2015