Presidência do Tribunal lamenta falecimento da mãe do desembargador Arquilau Melo

Desembargadora-presidente Cezarinete Angelim prestou condolências à família, “pela perda inestimável”.

A desembargadora Cezarinete Angelim, em nome da Direção do Tribunal de Justiça do Acre, manifestou nesta segunda-feira (18) sentimento de pesar pelo falecimento da mãe do desembargador aposentado Arquilau Melo. A senhora Maria da Conceição de Castro Melo faleceu em Porto Velho (RO), aos 97 anos, no último sábado (16), na casa de um dos filhos, com o qual morava. Mãe de outros nove, ela era natural de Cruzeiro do Sul, manteve a lucidez até o fim da vida, encerrada sem complicações de saúde nem contrariedades.

O sepultamento ocorreu em Porto Velho, na tarde desse domingo (17), onde Maria Melo esteve cercada de familiares, amigos e do bispo Dom Moacir Grechi.

A desembargadora-presidente Cezarinete Angelim prestou condolências à família, “pela perda inestimável”, “rogando a Deus o conforto necessário neste momento de dor”.

Por telefone, o desembargador Arquilau Melo frisou que a passagem de sua mãe foi tranquila. “Como um passarinho que voa e, sereno, vai embora”, resumiu. Ele ressaltou que dona Conceição deixa um legado de “ética, amizade (inclusive com pessoas muito jovens), dignidade e honradez”.

 

 

 

 

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 18/05/2015