Poderes Judiciário e Legislativo ampliam diálogo institucional

Presidentes discutiram parcerias e união de esforços que possam contribuir para a melhoria da prestação jurisdicional.

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Denise Bonfim, recebeu visita de cortesia nesta segunda-feira (10) do presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Ney Amorim. Na ocasião, foram discutidas parcerias e união de esforços que possam contribuir para a melhoria da prestação jurisdicional.

Essa é a segunda vez que os dois presidentes se reúnem, desde que Bonfim assumiu a gestão do Poder Judiciário, para cuidar das tratativas institucionais em prol da sociedade.

Amorim enfatizou sobre a economia nos recursos utilizados por parte do Poder Legislativo nesse período de crise financeira assolada no Brasil e destacou a ajuda do Poder Judiciário para o cumprimento de algumas atividades.

“Trabalhamos várias medidas para enxugar as despesas, mas com preocupação com as contas públicas e em pagar o servidor em dia. Quero destacar o serviço e reconhecer a importância do TJAC, além de me colocar à disposição para a atual gestão”, comentou o presidente Ney Amorim.

A presidente do TJAC agradeceu pelos atos já feitos pela Presidência da Aleac e também se colocou à disposição para que a harmonia institucional se mantenha para o fortalecimento da Magistratura.

“Estamos engajados pelos mesmos propósitos. Pode contar com todos nós. Tenho acompanhado os serviços da Aleac e posso dizer que é uma honra recebê-lo”, disse a presidente.

Participaram ainda da reunião o vice-presidente do TJAC, desembargador Francisco Djalma; a corregedora geral da Justiça, desembargadora Waldirene Cordeiro, e o presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), Luís Camolez.

O desembargador Francisco Djalma ressaltou a importância da transparência e divulgação das ações, mas sempre mostrando a base financeira para as atividades serem entendidas por toda a sociedade. O que foi também destacado pela desembargadora Waldirene Cordeiro e pelo juiz Camolez, onde frisaram que a forma de conduzir vem da liderança.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 12/04/2017