Poder Judiciário orienta pais sobre cuidados com filhos autistas

Nos dias 5, 7, 8 e 9, a 3ª Vara de Família da Comarca de Rio Branco realiza ciclo de palestras e debates com pais que estão com algum conflito judicial.

A 3ª Vara de Família da Comarca de Rio Branco promove nos dias 5, 7, 8 e 9 de agosto, no Fórum Barão do Rio Branco, a ação “Amar o mundo Azul: conhecer, amar e proteger”, com debates e palestras sobre Transtorno do Espectro Autista (TEA), envolvendo um grupo de 10 pais ou responsáveis de crianças com autismo.

O objetivo principal é conscientizar os pais, que estão com algum processo judicial na área de família, a dividirem a responsabilidade na criação dos filhos, especialmente, daqueles com espectro autista. Além disso, as palestras visam esclarecer sobre as questões de direito familiar, como tipos de guarda, alienação parental, pagamentos de alimentos e outros.

A juíza de Direito titular da 3ª Vara da Família da Comarca de Rio Branco, Maha Manasfi, ressaltou a necessidade da atividade: “Nossa intenção é sensibilizar esses pais das necessidades do autista para que consigamos melhorar a vida dessas crianças. Iniciamos os trabalhos hoje e foi maravilhoso. Esperamos que ao longo dessa semana os outros profissionais convidados expliquem essas necessidades e ensinem mais para que esses pais possam buscar ajuda ou aconselhamento”.

Desde setembro de 2018, a unidade judiciária realiza orientação com partes envolvidas em ações da área de família. Esse é o 1º Grupo de Orientação Familiar com tema Transtorno do Espectro Autista, e a ação é desenvolvida pela equipe multidisciplinar, com assistentes sociais, psicólogas e servidores do Judiciário acreano e também com o auxílio de colaboradores da Associação Família Azul do Acre, uma rede que reúne pais e mães de pessoas com autismo.

Não existem ex-pais

A servidora e assistente social da 3ª Vara da Família, Mikaelle Cunha, destacou que não existe ex-pai ou ex-mãe, por isso, os pais, mesmo em conflito, precisam respeitar-se. “Independente de estar ou não junto, o casal tem algo que é muito mais importante, o filho. Precisam pensar no melhor para ele”, comentou.

A psicopedagoga clínica e institucional, Ademílcia Grana, que ministrou a palestra”Conhecendo TEA”, também salientou a importância do cuidado e amor dos pais com filhos autistas. “É importante não abandonarmos eles. Juntos ou separados não abandonem os filhos de vocês. Muito mais importante que o tratamento é o amor”, falou Grana para os pais presentes.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:, ,

Fonte: GECOM Atualizado em 07/08/2019