Parceria TJ/FGV vai implantar MBA em Gestão Judiciária no Acre

Os magistrados que atuam na Justiça do Acre contarão, a partir de 2006 com um programa de MBA em Poder Judiciário no Estado. O curso será realizado através da Escola Superior da Magistratura do Acre em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, o governo do Estado e o Ministério da Justiça. Na primeira etapa serão beneficiados 32 juízes e quatro desembargadores com atuação no Tribunal de Justiça do Acre. O termo de cooperação e o contrato de formalização do curso foi assinado nesta terça-feira em Brasília pelo presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Samoel Evangelista em solenidade na sede da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e que contou com a presença do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Nelson Jobim, do presidente da AMB, juiz Rodrigo Collaço e do secretário nacional de reforma do judiciário, Pierpaolo Bottini, Bottini, o subchefe da chefia da Casa Civil para Assuntos Jurídicos, Sérgio Renault e o integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e diretor da Faculdade de Direito Rio da Fundação Getúlio Vargas, Joaquim Falcão. Também prestigiaram a solenidade, a diretora da Escola Superior da Magistratura do Acre (Esmac) e vice-presidente do TJ, desembargadora Eva Evangelista de Araújo Souza, o corregedor geral da Justiça, desembargador Arquilau de Castro Melo, o chefe do gabinete civil do governador, Roberto Ferreira, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) e os deputados federais João Tota (PP) e Nilson Mourão (PP). Por meio de convênios entre a ENM, a Direito Rio da FGV e o MJ, o curso já é oferecido a magistrados de Rondônia e do Rio Grande do Sul, em forma de mestrado. O problema é que o mestrado ainda não é reconhecido pelo Ministério da Educação, razão que levou o TJ do Acre a investir no MBA. O Acre é o primeiro estado do país a formalizar a implantação do curso. Segundo Samoel Evangelista, o objetivo central do convênio é, através das parcerias que estão sendo estabelecidas, melhorar a qualificação do corpo de magistrados do Tribunal de Justiça do Estado do Acre. “Essa ação, com o apoio do governo do Estado, da Associação dos Magistrados Brasileiros e do Ministério da Justiça é resultado de um trabalho de fortalecimento do Poder Judiciário e da promoção dos valores do Estado Democrático de Direito, estimulando o debate e a busca por soluções para os problemas da magistratura nacional, das questões sociais e da cidadania brasileira”, disse Samoel Evangelista. A parceria com a Fundação Getúlio Vargas, destaca Samoel Evangelista, tem como objetivos a assistência técnica na busca da eficiência, produtividade e qualidade de serviços, e especialmente promovendo e estimulando ações de modernização da administração da Justiça acreana. Para a desembargadora Eva Evangelista, diretora da Escola Superior da Magistratura do Acre, a concretização do Projeto representa um avanço de décadas para o Judiciário Acreano. Ele possibilitará novas formas de pensar a Instituição, e conseqüente, implementação de novas políticas administrativas internas e externas, na medida em que os problemas institucionais serão cientificamente estudados, para posterior apresentação de projetos que proponham soluções reais e possíveis para as dificuldades existentes e constatadas. Também possibilitara a implementação de novas rotinas de trabalho e melhor aproveitamento de todos os recursos disponíveis. Para a diretora da Esmac, “esse sonho antigo se torna realidade graças ao espírito empreendedor e visionário do Presidente Desembargador Samoel Evangelista, que revolucionariamente está promovendo uma gestão que persegue, dia-a-dia, a qualidade da prestação administrativa e jurisdicional do Judiciário do Acre. E, certamente, os resultados desse feito – MBA Administração Judiciária – serão colhidos nos próximos anos, em que o Judiciário se afigurará cada vez mais forte, unido, firme e moderno.”

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 30/11/2005