Órgãos ligados à Justiça se reúnem no Acre e discutem megaparceria

A união de esforços entre os órgãos da Justiça que atuam no Acre deverá resultar em redução de custos administrativos, melhoria da qualidade de vida dos servidores e dos serviços prestados à população. Estas foram as principais propostas aprovadas na reunião realizada segunda-feira (10), no Fórum Trabalhista de Rio Branco, com a participação do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, Tribunal de Justiça do Acre, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Justiça Federal e Tribunal Regional Eleitoral.

A Presidente do TRT, Desembargadora Maria Cesarineide Lima, ao propor a reunião destacou a importância de melhorar ainda mais a interação entre as instituições e a troca de experiências, lembrando os resultados positivos das parcerias firmadas desde 2005 entre os Tribunais de Justiça de Rondônia e do Acre, que têm servido de modelo para recomendações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a outros tribunais.

O Desembargador Pedro Ranzi, Presidente do Tribunal de Justiça, classificou a iniciativa da Justiça do Trabalho como “um tesouro” que deve ser acolhido pelos órgãos acreanos e também destacou que as parcerias são fundamentais para o crescimento e melhoria de todos. “A criação de uma Junta Médica compartilhada poderá ser a solução para uma das maiores preocupações do TJAC, entre tantas outras importantes que esta parceria deverá trazer”, disse Ranzi.

Romário Nunes Thadeu, Diretor-Geral de Coordenação Administrativa do TRT, explicou que as compras compartilhadas representam um ganho a mais para as parcerias, além de ajudar no desenvolvimento de cursos e atividades de capacitação de servidores, troca de experiências entre os setores administrativos, judiciais e tecnológicos, entre outros que começam a funcionar bem em Rondônia.

O Diretor do Foro da Justiça Federal do Acre, Juiz David Wilson de Abreu Pardo, entende que na JF existe um sistema de apoio à saúde dos servidores denominado “pró-social”, e apresentado também na reunião entre os parceiros. Pardo disse, ainda, que no Acre existe uma Unidade Móvel do Juizado Especial Federal que tem atendido diversas regiões do Estado e pode ser utilizado de forma compartilhada pelos parceiros.

Para o Procurador da República (MPF), Paulo Henrique Ferreira Brito, a proposta da parceria é muito importante, "especialmente quando se pretende prestar um serviço de qualidade à população sem que isso signifique em maiores custos, e para isso o Ministério Público Federal do Acre está à disposição para conversar e participar da parceria", concluiu.

O TRE-AC esteve representado pelos diretores Maydano Fernandes de Miranda e Antônio da Silva Galvão; MPF-AC pelo procurador da republica Paulo Henrique Ferreira Brito e o coordenador administrativo Paulo Machado Corrêa; Ministério Público Estadual (MPE), pelo diretor administrativo Ronney Silva de Araújo. Também participou da reunião o juiz federal do trabalho Ilson Alves Pequeno Júnior, diretor do Fórum Trabalhista de Rio Branco.

(Fonte: Assessoria de Comunicação Social do TRT-14)

    

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 11/05/2010