Obras da nova sede do TJAC seguem em ritmo normal

Na última semana, o Presidente do Tribunal de Justiça do Acre, Desembargador Pedro Ranzi, acompanhado do Secretário de Obras do Estado, Eduardo Vieira, e do Diretor Geral, Carlos Afonso, e Diretora Administrativa do TJAC, Carlota Grasso, visitou as obras de construção da nova sede do Tribunal. O objetivo da visita foi conferir de perto o andamento dos serviços, cujo cronograma segue em ritmo normal.
 
 
Em seguida, eles visitaram o local onde estão sendo edificadas as obras do complexo onde serão abrigados os setores de Arquivo (Judicial e Administrativo), Almoxarifado e Patrimônio do Tribunal, cuja pavimentação asfáltica será efetuada nos próximos meses. Assim como a nova sede, o complexo está sendo erguido no novo Centro Administrativo de Rio Branco, localizado na BR-364, entre a Fundação Hospitalar e o Tribunal Regional Eleitoral do Acre.
 
 
A construção da nova sede está em conformidade com os mais modernos padrões de Engenharia e Arquitetura. Além disso, reflete o esforço da atual gestão do TJAC para a continuidade da modernização dos métodos de trabalho e melhoria das condições físicas e materiais para oferecer melhor prestação jurisdicional aos cidadãos.
Aspiração antiga da administração do TJAC, a conclusão da nova sede é aguardada em meio a grande expectativa. Recentemente, o Governador do Estado, Arnóbio Marques, reiterou o apoio para que a obra seja entregue à comunidade forense o quanto antes.
 
Estrutura
 
A pedra fundamental da nova sede foi lançada em junho de 2006, com financiamento conjunto do Governo do Estado e do Poder Judiciário. Em terreno de 19.210 m², a área a ser construída é de 9.265 m². O prédio terá um subsolo com vaga para mais de 100 veículos, um térreo onde funcionará a área administrativa e os jardins do setor de atendimento ao público.
 
No primeiro pavimento funcionarão os gabinetes dos desembargadores e da administração do Tribunal, além das Câmaras Cível e Criminal e da Diretoria Judiciária. No segundo pavimento funcionará o Pleno do Tribunal, com capacidade estimada para 80 pessoas. O moderno projeto arquitetônico da unidade também leva em conta a geografia do terreno, visando garantir a climatização natural das salas.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 15/09/2010