Mutirão da Conciliação supera média nacional com 44% de acordos durante o evento

O Mutirão da Conciliação manteve a média de 44% de acordos durante os cinco dias do evento, que termina nesta sexta-feira (28). Embora essa quantidade ainda possa aumentar – já que as audiências só serão encerradas no final da tarde -, já é possível apontar o sucesso dessa iniciativa da Justiça Acreana. Os números representam um índice superior àquele que geralmente é alcançado pelos tribunais brasileiros, que se aproxima de 35%.

Até o momento, já foram realizados mais de 350 acordos, de um total de 742 audiências realizadas, e arrecadados quase R$ 300 mil.

Coordenadora dos Juizados Especiais no Acre, a desembargadora Cezarinete Angelim fez um balanço dessa semana de conciliação. “Estivemos aqui durante todos esses dias oferecendo aos cidadãos uma forma eficiente, civilizada e fraterna de solucionar seus conflitos. Os resultados demonstram que é preciso resgatar a cultura da conciliação, pois as pessoas já estão perguntando quando vai ter outro mutirão”, afirmou.

Na manhã desta sexta-feira, muitos acordos eram celebrados simultaneamente, ao passo que as equipes de conciliadores dos Juizados e demais presentes aplaudiam.

A coordenação do evento garantiu um ambiente leve, típico de festa junina, com alinhada disposição das mesas (todas com computador), organização do espaço, com cadeiras e identificação visual para cada unidade judiciária envolvida. Tudo isso proporcionou um convite para que as partes – muitas delas intrigadas em virtude das disputas judiciais – voltassem a ficar frente a frente, olho no olho, e conversassem.

Talvez resida aí o grande objetivo do Mutirão da Conciliação: restaurar as relações de amizade (e até familiares) interrompidas por meio de brigas, desentendimentos e litígios.

Foi com essa boa impressão que o senhor Adonias Maia voltou para o seu município, Sena Madureira.

“Eu achei ótimo porque isso agiliza muito a Justiça, um mutirão como esse deixa as pessoas satisfeitas. Poderiam fazer em outros municípios, como o meu, Sena Madureira, também Tarauacá, Feijó, Cruzeiro do Sul, em todos eles.

A gente sabe que hoje está muito grande a demanda dos Juizados, e eu fiquei muito admirado e ao mesmo tempo satisfeito por ver um evento como esse sendo realizado, isso ajuda a desenvolver a Justiça do nosso Estado”, destacou o comerciante.

O Mutirão da Conciliação contou com a participação de aproximadamente 100 pessoas envolvidas na organização da atividade. São 50 conciliadores atuando nesse que já é tido como um dos maiores realizados no Judiciário do Estado.

Participaram do evento as seguintes unidades judiciárias: 1º Juizado Especial Cível, 2º Juizado Especial Cível, 3º Juizado Especial Cível, 1º Juizado Especial Criminal e a 1ª Turma Recursal.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 24/06/2015