Meta 5: TJAC realiza oficina para discutir simplificação dos fluxos de trabalho nas unidades judiciárias

O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, por meio do Núcleo de Estatística e Gestão Estratégica, iniciou nesta segunda-feira (08) os trabalhos da 1ª Oficina de Simplificação dos Fluxos de Trabalho das Unidades Judiciárias, que se realizará em duas fases, uma voltada para os escrivães das varas criminais e outra para os das varas cíveis.

  

A oficina tem como principal objetivo contribuir para o cumprimento da Meta 5 do Poder Judiciário Nacional, que determina a implantação de um método de gerenciamento de rotinas (gestão de processos de trabalho) em pelo menos 50% das unidades judiciárias de 1º grau, até o término de 2010.

De 8 a 10 de novembro, os escrivães das 27 varas criminais do Estado estarão reunidos na unidade do SEST/SENAT de Rio Branco para participação na oficina. Posteriormente, de 16 a 18 de novembro, será a vez dos 27 escrivães das varas cíveis.

  

  

Durante os três dias de encontro serão analisados os fluxos de trabalho atuais e discutidas sugestões para aprimoramento e unificação dos mesmos, o que deve levar à construção de novos fluxos a serem implementados nas unidades judiciárias de todo o Estado. Após padronização, esses fluxos serão objeto de manuais cartorários a serem disponibilizados pela Corregedoria Geral da Justiça.

Para dar início aos trabalhos da oficina, os desembargadores Pedro Ranzi (Presidente) e Samoel Evangelista (Corregedor Geral da Justiça) estiveram no SEST/SENAT para conversar com os participantes e desejar sucesso na atividade.

  

  

Segundo o Desembargador-Presidente, “temos diante de nós mais uma oportunidade para discutir a qualidade dos nossos serviços e buscar o aprimoramento disso, de modo racional e prático, em nome da eficiência e celeridade, pois é o que a sociedade quer de nós”, disse Pedro Ranzi.

Por sua vez, o Corregedor Samoel Evangelista, que é o gestor das Metas do Poder Judiciário para 2010 no âmbito do Tribunal Acreano, falou sobre a importância da Meta 5, tendo em vista os benefícios que o seu cumprimento trará para a gestão processual e o tempo de duração de uma ação na Justiça. Evangelista também aproveitou a oportunidade para ressaltar que o TJAC está bem posicionado em relação ao cumprimento dos dez desafios deste ano, algo que é fruto do trabalho conjunto de magistrados e servidores.

  

  

A iniciativa do Tribunal de Justiça com a realização dessa oficina de trabalho se destaca por seu caráter democrático que, ao convidar os servidores das unidades para participar, construindo eles próprios o fluxo que será por eles adotado, conta com a experiência daqueles que atuam na linha de frente do Judiciário, em busca do oferecimento de um serviço de excelência.

Conheça aqui as 10 Metas do Judiciário para 2010.  

 

Leia mais:

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 09/11/2010