Membros do Judiciário Acreano participam de evento da Amana-Key

Desembargadores, juízes e servidores do Poder Judiciário do Acre estiveram na noite dessa quarta-feira (8) em um evento da Amana-Key, uma das mais conceituadas organizações do mundo na área de gestão, estratégia e liderança dos setores empresarial e governamental, e da sociedade civil. A atual administração do TJAC garantiu – por meio de investimento e apoio à organização -, que 150 pessoas integrantes do seu corpo funcional pudessem participar do evento, realizado no Teatro da Universidade Federal do Acre (Ufac).

palestra_amanakey_tjac_5

A presidente do TJAC, desembargadora Cezarinete Angelim, não apenas esteve presente, como ratificou o compromisso de continuar trabalhando para o permanente aperfeiçoamento e a capacitação de magistrados e servidores, com vistas à qualificação de suas rotinas de trabalho e, consequentemente, na prestação de serviços oferecidos à população.

Segundo a desembargadora-presidente, uma gestão biológica (que busca ao mesmo tempo o cuidar e o servir, a humanização e a sustentabilidade) será a tônica da atual administração.

palestra_amanakey_tjac_4

A palestra

Promovida pela Amana-Key em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a palestra teve como tema “Liderança e Gestão Empreendedora: Ética é o fazer acontecer num contexto de grandes desafios e incertezas”, e foi ministrada por Oscar Motomura – conhecido internacionalmente por seus trabalhos na área de Administração, Estratégica, Consultoria e Gestão.

O professor explicou que o contexto atual – marcado por mudanças de grande escala nas áreas política, socioeconômica e ambiental – exige de igual modo mudanças de postura por parte das instituições e organizações, sejam públicas ou privadas.

palestra_amanakey_tjac_2

“Buscar apenas o lucro, o sucesso ou a elevação do Produto Interno Bruto (PIB) não irá resolver os problemas do nosso País, por exemplo. Não podemos mais tratar as pessoas como peças, de modo mecânico, mas sim com um olhar humano, com atenção, respeito e amor, procurando agir para sua felicidade e satisfação”, assinalou.

Ele também elogiou o Tribunal de Justiça Acreano, a quem creditou a responsabilidade de assegurar a pacificação e a promoção da justiça social.

Para o professor, é preciso que os líderes das organizações estejam em permanente estado de evolução/atualização, por meio do propósito, motivação, bem servir, integração, o fazer acontecer e a evolução. O palestrante destacou que, se o foco não for mudado, teremos profissionais “cínicos e frustrados”, que de semelhante modo irão contagiar outras pessoas (agentes internos e externos).

Motomura criticou a situação atual do Brasil, marcada por diversos escândalos de corrupção em estatais, no âmbito do governo e de empresas; pagamento de propinas, sonegação de impostos etc.

palestra_amanakey_tjac_1

Por essa razão, o palestrante defendeu a necessidade de restaurar a Ética para que se assegure a busca do bem comum como única solução para que o homem conviva em harmonia com os seus semelhantes.

O estudioso apontou que algumas das nações mais prósperas do mundo são justamente aquelas que figuram no topo das mais éticas.

 

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 28/04/2015