Mais 42 casais dizem “sim” em Casamento Coletivo na Vila do V

Cerimônia encerrou a edição do Projeto Cidadão que já atendeu mais de um milhão de pessoas.

Em 24 anos de Projeto Cidadão, realizado pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), mais de 50 mil casais já participaram da cerimônia coletiva e disseram o “SIM”. Na última sexta-feira, 02, foram os moradores da Vila do V que oficializaram o matrimônio.

O Casamento Coletivo, que é uma das ações integradas ao Projeto Cidadão, encerrou as atividades que aconteceram ao longo do dia, na Escola Jader Saraiva Melo. Diante de um belo entardecer, 42 casais participaram da cerimônia.

O ambiente começou a ser preparado na quadra da escola no início da tarde. As equipes do TJAC e da Prefeitura de Porto Acre capricharam na decoração que teve direito a tapete vermelho, flores e espaço para fotografias. O zelo foi recebido com sorrisos e olhares curiosos dos casais.

A desembargadora Eva Evangelista, coordenadora do Projeto Cidadão participou da solenidade também representando o presidente do TJAC, desembargador Francisco Djalma, que cumpria outra agenda.

A decana da Corte fez questão de mostrar o entusiasmo ao realizar mais uma edição do projeto. “O Projeto Cidadão do TJAC mostra que é mais do que números de processos e sentenças, é uma iniciativa que renova a esperança das pessoas”, ressaltou.

Assim como o prefeito de Porto Acre, Bené Damasceno, participaram também da solenidade, o juiz Titular da Vara de Registros Públicos de Rio Branco, que celebrou o casamento, Edialdo Muniz, juíza de Paz, Conceição Moura, delegatário do Cartório de Porto Acre, Evaneyde Araújo, diretora da Escola Jader Saraiva, Rosiane Lima, secretária de Educação do município, Elinaide Pinheiro, secretária de Saúde, Edna Cuiabano, secretário de Agricultura, José Idágua.

O prefeito agradeceu ao TJAC pela ida do projeto ao município. “O Projeto Cidadão cumpre um importante papel quando não conseguimos alcançar todos. A Prefeitura fica muito feliz com essa parceria que é fundamental para a população. Só tenho gratidão”, ressaltou Bené Damasceno.

A hora do sim

Como já é tradição no Casamento Coletivo, dois casais são escolhidos para representar todos os demais. Os noivos mais experientes foram representados por Jovenice Fereira de Araújo, de 68 anos, e Elias Pereira dos Santos, 74 anos. O casal está junto há 49 anos, e o primeiro casamento aconteceu há 12 anos, em Cobija. Com humor, ela expressou sobre o momento. “Casamos na Bolívia, agora é um novo contrato para terminar a missão”, disse.

O casal mais jovem, representado por Joicilane Oliveira da Silva, 19 anos, e Sávio da Silva, 23, também expressou a emoção pelo momento. “A gente estava só esperando o Projeto Cidadão vir pra cá. É um sonho que estamos realizando”, disse a jovem. “Muita gente não tem condições de pagar pelo casamento, então o projeto ajuda muito nisso. Ele nos ajudou”, reforçou o noivo.

Depois dos dois casais dizerem sim, o juiz de Paz também fez a pergunta aos demais casais, que responderam em um só coro.

Projeto Cidadão

O projeto cidadão reúne cerca de 60 instituições governamentais e não governamentais coordenadas pelo Tribunal de Justiça. Com o objetivo de democratizar os serviços públicos e fortalecer o exercício da cidadania, ele já atendeu mais de um milhão de pessoas.

Sua finalidade primordial é assegurar à população de menor poder aquisitivo o direito à documentação básica, bem como o acesso rápido e gratuito aos serviços públicos da área social: saúde, educação, meio ambiente, segurança e trabalho.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: GECOM Atualizado em 05/08/2019