Magistrados palestram no curso de formação dos servidores do IAPEN

Magistrados do Tribunal de Justiça do Estado do Acre estão participando, desde terça-feira, 22, da primeira fase do curso de formação de servidores efetivos do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN-AC). A atividade, realizada no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco, é fruto da parceria entre as duas instituições e tem por objetivo fortalecer o sistema penitenciário do Acre.

Ao convidar o TJAC para a realização do curso de formação, o IAPEN pretendeu constituir uma grade de atividades que contemplasse uma abordagem diversificada da questão criminológica, favorecendo a articulação entre as instituições envolvidas no tratamento do tema e proporcionando uma formação mais integral ao novo agente penitenciário. “Garantindo uma formação diversificada e global a este novo servidor, ele poderá desenvolver de melhor modo as habilidades e competências técnicas que suas funções exigem”, explicou a Diretora Geral do IAPEN, Laura Okamura.

Até o dia 1° de agosto os concursados acompanharão palestras e exposições de painéis sobre o sistema prisional e sobre o Instituto. Na manhã desta quinta-feira, 24, a palestra versou sobre o tema “Mediação e Justiça Comunitária”, ministrada pela Corregedora Geral da Justiça, Desembargadora Eva Evangelista, e pela Juíza Executora do Programa Justiça Comunitária Itinerante, Mirla Cutrim, titular do 3° Juizado Especial Cível de Rio Branco. Confira aqui a programação completa do curso.

Eva Evangelista destacou a importância da parceria e a participação dos magistrados na atividade. “Essa é uma oportunidade de desenvolvermos ações conjuntas e compartilhamos experiências, já que temos práticas constantes de mediação”, esclareceu a desembargadora.

Foi exibido o vídeo institucional do Projeto Justiça Comunitária Itinerante, coordenado pela Desembargadora Eva Evangelista. Na seqüência, ocorreu a explanação sobre os conceitos de mediação, conciliação e arbitragem, realizada pela Juíza Mirla Cutrim. Segundo ela, este conhecimento adquirido será válido nas atividades diárias que os servidores desenvolverão nas dependências do sistema penitenciário.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 25/07/2008