Magistrados já podem participar do Censo Nacional do CNJ

 A segunda e última etapa do Censo Nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já começou. Até o dia 13 de dezembro os magistrados de todo o País poderão participar da pesquisa inédita que objetiva descobrir o perfil dos profissionais que servem à Justiça no Brasil.

Nessa fase, os magistrados participam do Censo preenchendo um questionário e oferecendo informações que serão importantes para completar o estudo já iniciado com os servidores, ocasião em que 171 mil pessoas participaram do estudo, alcançando 60% de adesão.

O Judiciário Acreano conta hoje com 59 magistrados, destes 10 são desembargadores. Com a pesquisa será possível conhecer quem são, quantos são, em quais áreas atuam, se estão satisfeitos ou não com o trabalho que realizam, além de muitas outras informações que serão preciosas para a definição de políticas públicas nacionais a partir de comparações entre os próprios tribunais.

A abertura do Censo dos Magistrados aconteceu nessa segunda-feira (4) no plenário do CNJ, em Brasília. Durante a cerimônia o coordenador da pesquisa, conselheiro Paulo Teixeira, membro da Comissão Permanente de Eficiência Operacional e Gestão de Pessoas, conclamou os 17 mil magistrados a participarem do Censo.

De acordo com o CNJ, só nas primeiras quatro horas após a abertura oficial do estudo, cerca de 700 questionários foram preenchidos, o que corresponde a 4% do total de magistrados.

Até o dia 13 de dezembro os magistrados poderão participar da pesquisa disponível no portal do CNJ.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 19/06/2015