Justiça do Acre decreta prisão preventiva de suspeito de ter cometido feminicídio

Além de suspeito de matar a vida da companheira, o homem é investigado por supostamente ter atendo contra a filha da vítima

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Feijó decretou prisão preventiva de homem suspeito de cometer feminicídio. Dessa forma, o acusado deve permanecer segregado durante as investigações.

Além de suspeito de feminicídio, o homem também é investigado por ter atentado contra a filha da vítima. Conforme os autos, o crime aconteceu em localidade de difícil acesso e a vítima foi morta com tiro de arma de fogo na cabeça.

A decisão foi assinada pelo juiz de Direito Marcos Rafael, que estava respondendo pela unidade judiciária. O magistrado registrou que “há, ainda, indícios suficientes de autoria delitiva, consubstanciados nas informações prestadas pelos filhos do representado e vítima, que ouviram o barulho de um disparo de arma de fogo e, instantes após, viram a vítima caída e o representado ao seu lado, com um rifle nas mãos”.

Por isso, foi decretada a prisão foi decretada com objetivo de garantir as investigações e em função da perigo que o suspeito representa. “A manutenção da prisão deve ser visualizada como garantia da ordem pública, revelada pelo modus operandi eleito pelo agente, que não só ceifou a vida da companheira, como pode ter, também, atentado contra a incolumidade da criança (…). Há, portanto, indicador de periculosidade concreta para fins de segregação cautelar”, escreveu.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 13/07/2020