Justiça Comunitária: TJAC divulga resultado provisório da 2ª fase do processo seletivo simplificado

Os candidatos que desejarem interpor recurso contra o resultado provisório têm agora até às 17 horas da próxima terça-feira (27) para fazê-lo

O Tribunal de Justiça do Acre, através da Coordenadoria Geral do Programa Justiça Comunitária, tornou público nesta sexta-feira (23) o resultado provisório da 2ª fase (dinâmica de grupo) do processo seletivo simplificado para contratação temporária de assistente de coordenação e agentes comunitários de Justiça e Cidadania.

Segundo o Edital nº 003/2016, assinado pela coordenadora geral do programa, desembargadora Eva Evangelista, publicado na edição nº 5.730 do Diário da Justiça Eletrônico (DJE, fls. 139 e 140), foram considerados classificados 66 candidatos para o cargo de assistente de coordenação e 76 candidatos para o cargo de agente comunitário.

Os candidatos que desejarem interpor recurso contra o resultado provisório têm agora até às 17 horas da próxima terça-feira (27) para fazê-lo. Clique aqui para baixar o formulário eletrônico. O documento deverá ser impresso, preenchido e entregue diretamente na Secretaria da Coordenação Geral da Justiça Comunitária do Poder Judiciário (Av. Ceará, nº 2.692, Bairro Abraão Alab).

A previsão da comissão organizadora é de que o resultado final do certame seja divulgado na data provável de 29 de setembro de 2016.

Para mais informações os interessados devem entrar em contato com a coordenação do Programa Justiça Comunitária, por meio do telefone (68) 3211-5391.

Sobre o processo seletivo

No total, são quatro vagas disponíveis para o cargo de agente comunitário de justiça e cidadania e uma vaga disponível para o cargo de assistente de coordenação.

A remuneração mensal bruta para o cargo de agente comunitário é de R$ 800,00 e a jornada de trabalho é de seis horas diárias.

Já para o cargo de assistente de coordenação (nível superior) a remuneração mensal bruta é de R$ 1.600 e a jornada de trabalho é de 8 horas diárias.

Os profissionais deverão exercer suas funções nos seguintes bairros de Rio Branco: Santa Inês (Belo Jardim), Paz (Estação Experimental), Tancredo Neves (Tancredo Neves), Cidade Nova (Seis de Agosto).

Programa Justiça Comunitária

O Programa Justiça Comunitária é desenvolvido pelo Tribunal de Justiça Acreano na cidade de Rio Branco desde 2002, inicialmente em convênio com o Ministério da Justiça.

O objetivo principal do programa é proporcionar às pessoas a educação para o Direito, mediação comunitária de conflitos e o fortalecimento das redes sociais nas comunidades carentes em que o programa atua.

Em 2006 passou a ser executado em parceria com a Prefeitura Municipal, com atendimento em 35 bairros carentes, divididos em seis regionais.

Os agentes comunitários de justiça e cidadania trabalham diariamente nesses bairros, atuando na resolução de pequenos conflitos, de maneira rápida e amistosa, por meio da mediação e conciliação.

No ano de 2009, pela primeira vez, o mesmo trabalho realizado com sucesso na Capital começou a ser colocado em prática em outros dois municípios do Estado – Capixaba e Epitaciolândia, onde se realizou uma experiência piloto para orientar a expansão do programa para todo o Estado do Acre.

Atualmente também os municípios de Acrelândia, Brasiléia e Cruzeiro do Sul já contam com núcleos do Programa Justiça Comunitária.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 27/09/2016