Juízes Substitutos entram em exercício

Os Desembargadores Pedro Ranzi, Adair Longuini e Samoel Evangelista, respectivamente Presidente, Vice-Presidente e Corregedor Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Acre, se reuniram pela primeira vez com os oito novos Juízes de Direito Substitutos na manhã de sexta-feira, 5.

O encontro aconteceu na Sala de Reuniões do TJAC, oportunidade em que os magistrados receberam orientações e ouviram algumas recomendações acerca das atividades que passarão a desenvolver nos próximos dias.

Coube ao Desembargador Pedro Ranzi dar as boas aos novos juízes. Ele falou das dificuldades que os aguardam, das metas traçadas pela atual Gestão do TJAC, lembrou a todos de sua condição de servidores públicos e que além de Juízes, eles também serão gestores, recomendando a todos que se integrem à comunidade e valorizem os servidores do Judiciário acreano.

Pedro Ranzi aproveitou a oportunidade para conclamá-los a trabalhar visando ao cumprimento da Meta 2 estabelecida pelo Conselho Nacional de Justiça, de julgar em 2009 todos os processos de 1º e 2º Graus distribuídos até 31 de dezembro de 2005, aprovada no II Encontro Nacional do Judiciário, realizado em fevereiro deste ano.

O Presidente do TJAC ressaltou ainda a importância da participação dos novos juízes nos cursos e treinamentos promovidos pela Escola Superior da Magistratura do Acre (ESMAC) e pediu que eles valorizem os servidores Poder no momento de nomear seus assessores. "Se vocês puderem valorizar a prata da casa, valorizem", pediu o Presidente.

Em seguida, foi a vez do Desembargador Adair Longuini se dirigir aos magistrados. Longuini fez uma breve exposição das suas atribuições no âmbito da Vice-Presidência do Tribunal e relatou a atual situação vivida pelo TJAC. Recomendou, também, que os novos empossados mantenham-se atualizados sobre as resoluções do CNJ, para conhecer melhor o que disciplina o Conselho. "Acho que os senhores chegam num momento muito bom. Vocês estão encontrando um Tribunal amigo do juiz. A meta do Desembargador Pedro Ranzi tem sido esta", afirmou.

Ao se apresentar aos presentes, o Corregedor Samoel Evangelista explicou o trabalho desenvolvido pela Corregedoria e informou que os novos magistrados trabalharão inicialmente em Rio Branco, no período de 5 de junho a 5 de julho, quando irão atuar na sentença de processos, para depois assumirem as funções em suas respectivas comarcas no interior do Estado. "Estaremos juntos durante esses próximos trinta dias. Contem conosco para o que precisarem", disse o Corregedor. 

Efetivamente, o exercício das atividades dos recém-empossados ocorreu no sábado, 6, na Vara das Execuções Penais e Central de Execução de Penas Alternativas da Capital. Diante dos desembargadores Pedro Ranzi e Samoel Evangelista e pelos juízes Luis Camolez, Diretor do Foro da Comarca de Rio Branco, e da Juíza Maha Manasfi, titular da VEP e da CEPAL, eles assinaram o Termo de Assunção em Exercício.

A partir desta segunda-feira, 8, eles começaram a desenvolver suas atividades nas Varas Criminais de Rio Branco. A 2ª Vara Criminal, cuja titular é a Juíza Denise Bonfim, selecionou 160 processos que devem ser estudados e sentenciados pelos novos juízes.

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 08/06/2009