Juizado de Trânsito divulga primeiro perfil dos motoristas causadores de acidentes em Rio Branco

A Coordenação do Juizado Especial de Trânsito (JTRAN) da Comarca de Rio Branco realizou uma primeira abordagem estatística dos atendimentos prestados pela unidade para definir o perfil dos motoristas causadores de acidentes. Esse levantamento teve por referência os atendimentos realizados no ano de 2009, segundo o horário de atuação da viatura.

De acordo com o Coordenador do JTRAN, Afonso Evangelista, de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano passado foram realizados 349 atendimentos (pela viatura), no horário das 8h às 11h59, o que corresponde a 28% do total.

No período das 12h às 17h, ao longo do ano foram 577 atendimentos, correspondentes a 46% do total registrado, e no horário das 18h às 22h, foram atendidas 322 ocorrências, referentes a 26% do acumulado no período.

O levantamento também mostra o número de ocorrências mensais, por sexo, registradas no ano passado. De 1.315 processos sentenciados, os motoristas do sexo masculino foram responsáveis pela maioria dos acidentes causados em Rio Branco.

 

O maior número de ocorrências foi registrado no mês de junho: 226, tendo o sexo masculino como responsável, enquanto que apenas 58 tiveram como responsáveis motoristas do sexo feminino. O menor número de ocorrências tendo o sexo masculino foi registrado no mês de janeiro: 133. Já o menor número de ocorrências tendo como responsável o sexo feminino foi registrado no mês de dezembro: 30.

Outro dado interessante revelado pelo estudo diz respeito ao número de ocorrências, por idade, tendo o sexo masculino como maior causador de acidentes. Do total de 2.022 registradas em 2009, as estatísticas do JTRAN mostram que os motoristas que mais provocaram acidentes pertencem à faixa etária dos 21 aos 35 anos: foram 1.919 ocorrências, do total de 3.605 registradas. Os motoristas (sexo masculino) que menos causaram acidentes pertencem à faixa etária dos 45 aos 70 anos: 109 ocorrências.

As condutoras mulheres que mais causaram acidentes pertencem à faixa etária dos 21 aos 40 anos, e as que foram responsáveis pelo menor número de ocorrências estão na faixa acima dos 61 anos.

Ainda de acordo com o levantamento, as ocorrências registradas no período das 22h às 8h envolvem, em sua maioria, condutores embriagados e vítimas fatais, situações que fogem à competência do JTRAN no momento do acidente. Somente após o registro da ocorrência pelas autoridades policiais é que o procedimento segue para o cartório do Juizado, onde são tomadas as providências legais.

"Diferentemente dos demais Juizados, no JTRAN não há limite de valor para que a parte prejudicada possa ingressar com ação", ressalta Afonso Evangelista.

O Juizado de Trânsito é um projeto desenvolvido desde 1995 pelo Tribunal de Justiça na Comarca de Rio Branco. Quando o JTRAN é acionado, suas viaturas se dirigem até o local do acidente, propiciando às partes envolvidas o ressarcimento dos danos materiais de forma rápida, eficaz e segura. Até mesmo a evasão de uma das partes envolvidas no acidente não impede a ação do Juizado. 

Funcionamento do JTRAN

Quando acionado, uma viatura do JTRAN se dirige até o local do acidente, propiciando às partes envolvidas o ressarcimento dos danos materiais de forma rápida, eficaz e segura. Até mesmo a evasão de uma das partes envolvidas no acidente não impede a ação do Juizado.

O serviço prestado pelo JTRAN é gratuito, disponível ao cidadão nos seguintes dias e horários:

  • Segunda a sexta-feira, das 8h às 20 horas.
  • Sábado, das 8 às 22 horas.

Em caso de acidentes que não envolvam veículos oficiais, patrimônio público ou vítimas, o cidadão deve ligar para os telefones (68) 3211-5566 ou 9985-2750. 

Pacificação no trânsito

A frota de Rio Branco é de 130.000 veículos. Todos os meses entram em circulação na cidade uma média de 1.200 veículos, entre novos e transferidos de outras cidades. Diante desses números, e visando reforçar o trabalho de pacificação no trânsito, que há 15 anos vem sendo realizado pelo JTRAN, o Tribunal de Justiça está discutindo com o DETRAN e demais instituições envolvidas na questão para colocar em prática, a partir deste ano, um amplo programa de educação no trânsito em todo o Estado.

 

Leia mais:

 

 

 

           

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 10/03/2010