Judiciário do Acre mobiliza para Dia Nacional de Conciliação

O Projeto Movimento pela Conciliação, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para 8 de dezembro, será realizado no Acre em 52 unidades judiciais, entre Varas Cíveis, Criminais, de Família, Juizados Especiais e Justiça Comunitária, pelo Tribunal de Justiça do Acre com o apoio do governo do Estado e da Prefeitura de Rio Branco. A coordenadora do Movimento pela Conciliação, desembargadora Eva Evangelista, disse ontem que já estão mobilizados todos os juizes que atuam nos Juizados Especiais e nas Varas Cíveis, Criminais e de Família das comarcas do Judiciário estadual para realizar as audiências de conciliação. O Movimento pela Conciliação, cujo tema é Conciliar é Legal, consiste em realizar audiências informais, sem os rigores das ações judiciais, objetivando a solução de conflitos e lides por intermédio de acordos em procedimentos simplificados. As audiências serão realizadas nos mesmos locais onde funcionam as unidades dos juizados e das varas cíveis, criminais e da família. No dia 8 de dezembro, é também o Dia da Justiça e no Acre, o Poder Judiciário fará um grande mutirão, como nos demais Estados , promovendo audiências de conciliação e divulgando a importância do entendimento na solução dos conflitos. O objetivo do mutirão é realizar audiências de conciliação em processos em tramitação, visando buscar a solução do conflito. O Acre já desenvolve esse trabalho de conciliação há vários anos, principalmente, por meio da Justiça Comunitária e do programa Justiça Itinerante, que vai aos bairros da capital, onde forma e capacita conciliadores da própria comunidade para funcionar na mediação dos conflitos. Para agilizar a intimação das partes envolvidas nos processos que serão submetidos à conciliação, a desembargadora Eva Evangelista mobilizou 15 servidores do governo do Estado para atuarem na citação das partes na capital e no interior.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 04/12/2006