Eva Evangelista palestra em Reunião de Diretores de Escolas do Ministério Público do Brasil

O Estado do Acre recebe, nesta quinta (10) e sexta-feira (11), a 1ª Reunião Ordinária do Colégio de Diretores de Escolas do Ministério Público do Brasil (CDEMP) de 2011. Na abertura do evento, realizada na manhã de hoje no Memorial dos Autonomistas, em Rio Branco, a Desembargadora Eva Evangelista, Diretora da Escola Superior da Magistratura do Acre (ESMAC), foi convidada a proferir palestra aos participantes, com os quais compartilhou a experiência da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

Ao apresentar as finalidades e competências da Enfam, Evangelista ressaltou a importância da atualização permanente dos magistrados, além da melhoria no processo de seleção e formação de novos juízes. De acordo com ela, o aperfeiçoamento da magistratura não é apenas uma questão de Direito, pois o Direito eles já conhecem. O papel das escolas é, segundo a Desembargadora, dar ênfase ao aspecto humanístico.

Este foi um dos grandes desafios destacados por Evangelista na atuação das escolas de formação continuada, seja da Justiça ou do Ministério Público. "O Juiz precisa estar com a mente aberta para dialogar com a sociedade", afirmou a Desembargadora.

Citando programas realizados pelo Tribunal Acreano, como o Projeto Cidadão e o Justiça Comunitária, Eva Evangelista falou da importância da aproximação da Justiça com a população. "Nós precisamos olhar menos para nós (a instituição) e mais para o cidadão", ressaltou. E concluiu sua fala convocando os diretores das Escolas do Ministério Público do Brasil a não perder o sonho e a motivação: "Precisamos enfrentar esse desafio de um tempo novo, e não permitir jamais que o jurisdicionado desista de nós."

As experiências compartilhadas pela Desembargadora, que também é Diretora da Escola Superior da Magistratura do Estado do Acre (ESMAC), foram bem recebidas pelos participantes da reunião. "Foi uma abertura de ouro para o CDEMP", afirmou o novo Vice-Presidente do Colégio, Procurador de Justiça Sérgio Dário Machado, sugerindo que o conteúdo da palestra seja disponibilizado para todo o Ministério Público Brasileiro.

Também Socorro Milhomem, Procuradora de Justiça do Amapá, agradeceu a Desembargadora pelas informações compartilhadas, comprometendo-se a disseminar as experiências com os colegas de seu estado. Ela lembrou que "não há outro caminho para conseguirmos nos aproximar da sociedade, a não ser juntarmos os esforços do Ministério Público e da Magistratura."

Essa foi inclusive uma das idéias iniciais da Desembargadora Eva Evangelista no início de sua palestra, destacando que Judiciário e Ministério Público não são instâncias separadas. "Nós devemos ter um caminho único, que é o da realização da justiça", declarou.

Além dos diretores de diversas Escolas do Ministério Público do Brasil, prestigiaram a abertura do evento o Procurador-Geral de Justiça do Estado do Acre, Sammy Barbosa Lopes, o Presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Acre, Promotor Ricardo Coelho de Carvalho, e o Presidente do CDEMP, Promotor de Justiça Maurício Kalache – todos recebidos pelo anfitrião Danilo Lovisaro do Nascimento, Promotor de Justiça do Ministério Público do Acre e Presidente da Fundação Escola Superior do Ministério Público do Acre (Fempac), que toma posse na noite de hoje como novo Presidente do Colégio de Diretores de Escolas do Ministério Público do Brasil.

 

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 10/02/2011