Eva Evangelista inicia Correição 2007 em Manoel Urbano

A Corregedora Geral da Justiça, Desembargadora Eva Evangelista, iniciou hoje em Manoel Urbano, a Correição Geral nas Comarcas do Estado do exercício de 2007.

A abertura da Correição foi feita com uma audiência pública na sala do Júri do Fórum de Manoel Urbano, sob a coordenação da desembargadora Eva Evangelista e da juíza de Direito da Vara Criminal da Comarca de Sena Madureira com competência prorrogada para Manoel Urbano, Thaís Queiroz Borges de Oliveira Abou Khalil.

A audiência contou com a presença de várias autoridades locais, além de dirigentes do movimento social do Purus. O prefeito Manoel Almeida e o presidente da Câmara de Vereadores, Raimundo Cipriano de Oliveira também prestigiaram o evento.

A Desembargadora Eva Evangelista abriu a audiência pública lembrando que correição é um ato de fiscalização dos trabalhos judiciais e cartorários, assim como da ação dos magistrados e servidores na comunidade e destacou o fato de que optou por abrir a correição com uma audiência pública exatamente para ouvir as demandas da comunidade.

O presidente da Câmara, Raimundo Cipriano e o prefeito Manoel Almeida destacaram que o grande problema da comunidade de Manoel Urbano hoje é a ausência de autoridades da área de justiça, notadamente um delegado efetivo, promotor, defensor público e juiz morando na cidade. A ausência de autoridades no município, que tem pouco mais de sete mil moradores na zona urbana, tem aumentado os índices de violência.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 30/07/2007