Escola do Poder Judiciário do Acre define ações do Projeto Cidadania e Justiça na Escola

Após reuniões com os juízes colaboradores e sua equipe técnica, a direção da Escola do Poder Judiciário do Acre (Esjud) definiu neste mês de março as ações do Projeto Cidadania e Justiça na Escola para 2013.

Em um dos encontros, houve uma avaliação da primeira edição do projeto realizada em 2012. A reunião foi conduzida pela desembargadora Regina Ferrari, coordenadora executiva do projeto desde o seu lançamento.

Participaram do encontro os juízes Olívia Ribeiro, Erik Farhat, Maha Manasfi, Zenair Bueno, Thaís Khalil, Louise Santana e as servidoras Juraci Nunes, assessora pedagógica da Esjud e Antônia Keldiney, do Núcleo de Programas Sociais do Tribunal de Justiça.

O presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), juiz Raimundo Nonato, também participou da atividade e confirmou que será dado todo apoio no desenvolvimento do projeto.

Foram discutidos, entre outros assuntos, a metodologia aplicada nas palestras, os recursos pedagógicos, o apoio logístico da escola executora. Também apresentadas sugestões para a elaboração do cronograma de visitas preparatórias, que devem começar a partir do mês de abril.

A Esjud é dirigida pelo desembargador Francisco Djalma e é voltada à capacitação, aperfeiçoamento e qualfiicação de magistrados e servidores.

O objetivo foi avaliar a primeira edição do projeto realizada em 2012 e definir o planejamento das atividades em 2013.

O projeto

O Projeto Cidadania e Justiça na Escola foi criado e implementado nacionalmente pela Associação de Magistrados Brasileiros (AMB). O intuito é conscientizar crianças em idade escolar sobre democracia, direitos e deveres, e a estrutura e atribuições do Poder Judiciário.

Em sua primeira edição no Acre, o projeto alcançou aproximadamente 800 crianças matriculadas na 5ª serie do ensino fundamental de dez escolas parceiras.

A proposta primordial é complementar o ensino, estabelecendo relações entre o conteúdo curricular das escolas e as atividades do Poder Judiciário no contexto do regime democrático brasileiro.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 26/06/2015