Enchente do Rio Acre: Tribunal de Justiça integra encontro para discutir gravidade da alagação

O Tribunal de Justiça do Acre foi convidado a participar no final da manhã desta quarta-feira (4) de uma reunião para tratar sobre um panorama da alagação e os seus efeitos no Estado e, principalmente, em Rio Branco.

reuniao_alagacao_tjac_1

O encontro reuniu os órgãos e poderes constituídos no Estado, tendo as presenças da desembargadora-presidente do TJAC, Cezarinete Angelim (Judiciário); do ministro da Integração Nacional, Gilberto Ochhi e do governador do Acre, Tião Viana (Executivo) e do presidente da Assembléia Legislativa do Estado, deputado Ney Amorim (Legislativo).  Representantes de outras instituições também estiveram presentes na atividade realizada na sede da OAB-Seccional Acre.

O objetivo da reunião foi discutir a gravidade da enchente do Rio Acre – já considera a maior da história -, suas consequências e possíveis soluções para a população local. A situação atual é de famílias desabrigadas, pontes interditadas, ruas isoladas, prejuízos materiais e econômicos etc.

reuniao_alagacao_tjac_4

“Como boa acreana que sou, não posso deixar de expressar minha consternação diante desse cenário. Mas aqui temos irmandade e estamos dando exemplo para todo Brasil de união das instituições e das pessoas. Este é um solo regado pelo sangue de heróis e de um povo acostumado a lutar. Continuaremos lutando e vamos juntos vencer essa dificuldade. Podem contar com o Poder Judiciário”, destacou a presidente da Corte de Justiça Acreana, ao se dirigir ao ministro, governador e demais autoridades.

reuniao_alagacao_tjac_3

A desembargadora anunciou que haverá plantão judiciário, com a presença de juízes no Parque de Exposições; da equipe do Programa Justiça Comunitária e membros das diretorias do TJAC no local.

Ao ressaltar a importância da contribuição do Poder Judiciário Acreano, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Ochhi, anunciou que haverá nos próximos dias a entrega de centenas de casas de um programa federal de habitação. A idéia é de que as famílias desabrigadas já sejam removidas dos abrigos onde se encontram para suas casas próprias.

reuniao_alagacao_tjac_2

O governador Tião Viana também lembrou o apoio que tem recebido do Tribunal de Justiça Acreano, cujas ações considerou ‘positivas’ para o povo do Acre.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 02/05/2015