“É o Judiciário mais próximo da comunidade”, diz presidente do TJAC em terceira edição do Projeto Cidadão

Vila Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul, recebeu a atividade no sábado (15).

A Vila Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul, recebeu as atividades do Projeto Cidadão no sábado (15). Cerca de duas mil pessoas tiveram a oportunidade de receber serviços de cidadania sem burocracia. A atividade, que ocorreu a Escola Olavo Bilac, é de realização do Tribunal de Justiça do Acre em parceria com outras instituições.

Com a finalidade de conhecer de perto a realidade de comunidades em situação de vulnerabilidade social e atender os principais anseios de cidadania dos moradores, o Projeto Cidadão chegou a sua terceira edição em 2017, após quase quatro anos sem ser promovido de acordo com o planejamento em sua íntegra.

“A volta do Projeto Cidadão traz, junto com as outras instituições, os serviços essenciais para a sociedade. É de grande importância. É um momento de alegria para o Poder Judiciário poder realizar essa atividade e aproximar o Judiciário do cidadão que é uma das linhas de meta da nova gestão do Tribunal”, disse a presidente do TJAC, desembargadora Denise Bonfim.

A presidente recebeu o governador do Estado, Tião Viana, a vice-governadora Nazaré Araújo, além de parlamentares e secretários que visitaram o evento e conheceram de perto a atividade que tem ajudado milhares de cidadãos a cumprirem seu papel social.

A Vila Santa Luzia é um projeto de assentamento distante 42 quilômetros do município de Cruzeiro do Sul. É consolidado do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e possui aproximadamente 15 mil pessoas residentes na sede e em 37 ramais.

A diretora de Gestão Estratégica do TJAC, Socorro Machado explica que, para cada edição do projeto, é feito todo um levantamento. “Cada edição promovida tem atendido as nossas expectativas. Atendermos quase duas mil pessoas na Vila Santa Luzia é algo que desperta maior dedicação da nossa equipe e verificamos que estamos indo no caminho certo”, ressaltou.

Comunidade elogia ação

Roberval da Silva, 53 anos, levou a família para retirar os documentos e passar por atendimento médico. “É um dia para ficar na história. Meus três filhos tiraram a identidade. Resolvemos problemas judiciais também e ainda passamos por consulta médica. Agora é só seguir o que nos foi orientado. É um momento de felicidade”, comentou.

A aposentada Francisca de Abreu, 68 anos, foi outra cidadã que aproveitou a ação social para cuidar da saúde e bem-estar dos netos para corte de cabeço, maquiagem e consulta odontológica, além de informações sobre o Bolsa Família.

“Vim de outa comunidade para poder resolver as coisas aqui. Meus netos assistiram palestras sobre drogas, foram ao dentista, cortaram o cabelo, as meninas se pintaram e tirei muitas dúvidas sobre a guarda de um deles. Me sinto realizada em ter tido essa oportunidade”, contou.

Serviços

Participaram da ação representantes da Prefeitura de Cruzeiro do Sul com serviços de saúde, assistência social e agricultura e o Governo do Acre também por meio do Programa Mulher Cidadã. Serviços da Defensoria Pública, Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Instituto Nacional do Seguro Social, Polícia Civil – por meio do Instituto de Identificação –, Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) foram outras instituições que ajudaram para a realização do evento, além do Cartório de Registro Civil e 61ºBIS.

A supervisora do Projeto Cidadão, Lenice Lima comentou sobre a importância das instituições para que a atividade aconteça. “O Tribunal sozinho não seria capaz de promover uma ação dessa grandiosidade. A parceria dos outros órgãos é fundamental para o sucesso dessa atividade”, salientou.

Casamento Coletivo

O evento foi encerrado com o tradicional Casamento Coletivo onde 102 casais selaram oficialmente a união. Maria Elnice, 62 anos, e Cornélio Bezerra, 52 anos, foi identificado o casal mais antigo da cerimônia e os dois ficaram em lugar de destaque representando os demais casais. O mesmo ocorreu com o casal Francisco Aldemir, 21 anos, e Thayane Martins, 19 anos, que representou os casais jovens.

O juiz de Direito Cloves Ferreira, que também é juiz-auxiliar da Corregedoria, disse se sentir honrado por ter sido escolhido para realizar a cerimônia.

“Mais uma vez destino todos os elogios para a administração do Tribunal em retomar o projeto e trazer todas as condições de cidadania e capacidade para as pessoas”, disse.

Durante a solenidade, a vice-governadora Nazaré Araújo aconselhou os noivos sobre a importância e sabedoria de um casamento e desejou felicidades na nova jornada.

O prefeito Ilderlei Cordeiro parabenizou a presidente Denise Bonfim pelo empenho em levar os serviços do Projeto Cidadão e frisou sobre a união dos poderes, além do orgulho em participar do Casamento Coletivo.

“O Projeto Cidadão é um serviço belíssimo. Temos de lembrar também a bancada federal que destinou recursos para esse serviço. Parabenizo pela realização de toda essa ação. A parceria firmada traz benefício para toda a sociedade”, comentou.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Publicado em 17/07/2017