Direção do TJAC realiza 4ª reunião de Alinhamento Estratégico

A Direção do Tribunal de Justiça do Acre promoveu nesta terça-feira (24) a 4ª Reunião de Alinhamento Estratégico (RAI) da atual gestão, com diretores, gerentes, assessores, gestores e secretários da instituição.

A vice-presidente do TJAC, desembargadora Cezarinete Angelim, o juiz-auxiliar da presidência, Cloves Ferreira, e o diretor do Foro da Comarca de Rio Branco, juiz Romário Divino, também estiverem no encontro.

O desembargador-presidente Roberto Barros conduziu os trabalhos, avaliando os 18 meses de sua administração à frente do Tribunal.

De acordo com ele, a instituição não chegaria ao elevado patamar no qual se encontra atualmente, se não houvesse uma sequência entre as gestões. “Desde os cursos de MBA em Gestão do Poder Judiciário e em Gestão Pública com Ênfase no Controle Externo, iniciados em 2007, até o atual Planejamento Estratégico, anos depois, o Tribunal foi amadurecendo  para alcançarmos esses objetivos e metas”, disse.

Ao assinalar que o sucesso de uma instituição é conquistado de forma gradativa, pela continuidade do trabalho das gestões, Roberto Barros explicitou as metas que já foram alcançadas e as que ainda devem ser até o final do ano.

“Estamos concluindo o cumprimento do Planejamento Estratégico (2010-2014) e já devemos iniciar o próximo, razão pela qual uma empresa especializada já foi contratada”, explicou.

Em seguida, o presidente apresentou um painel com os principais investimentos feitos pela gestão nas áreas de Infraestrutura, Gestão de Pessoas, Tecnologia, Comunicação e Segurança Institucional.

Anúncio especial

Foi durante a Reunião de Alinhamento Estratégico que Roberto Barros fez um anúncio especial destinado aos servidores do Judiciário Estadual: a regulamentação, implantação e pagamento da Gratificação por Alcance de Resultados (GAR) ainda em sua gestão.

Prevista no Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), a gratificação seria obtida por meio do resultado das avaliações com efeito financeiro mensal e pelo período de 12 meses, iniciando-se no mês subsequente ao do processamento das avaliações institucionais e das unidades.

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Acre (Sinspjac) também foi convidado para esse anúncio especial, mas não compareceu.

O presidente explicou que, uma vez implementada dessa maneira, o pagamento da gratificação ocorreria apenas na gestão posterior e que seria destinada, conforme os termos da Lei, apenas aos servidores efetivos.

De acordo com ele, com o esforço da atual gestão e anuência dos membros que integram a administração, o benefício passará a contemplar todos os servidores (inclusive efetivos, comissionados e à disposição).

Além disso, em vez de avaliação se estender por 12 meses, ela ocorrerá no período de seis meses e o detalhe principal: o pagamento vai acontecer de uma vez só, em uma única parcela, em janeiro de 2015.

 

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 14/10/2014