Desembargadores prestigiam sessão em homenagem à Firb na Aleac

A Faculdade Integrada de Ciências Jurídicas e Sociais Rio Branco – Firb foi homenageada, nesta quarta-feira (03/05), pelos deputados estaduais em uma sessão solene. O pedido da sessão foi feito pela deputada Naluh Gouveia (PT), que justificou ao dizer que essa era uma forma de homenagear o ensino. A Firb completa em 2006 nove anos de atuação no Acre. O presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Samoel Martins Evangelista e a coordenadora da Escola Superior da Magistratura do Acre (Esmac) e vice-presidente do TJ, desembargadora Eva Evangelista, prestigiaram a solenidade. O ex-presidente do TJ, desembargador Ciro Facundo e o juiz Cloves Augusto Cabral Ferreira, professores da instituição, também prestigiaram a solenidade. Criada em 1997 pelo professor Luís Antônio Corrêa a Firb foi a primeira instituição de ensino superior privado do Estado e hoje tem cerca de 2.400 alunos matriculados em mais de 10 cursos como: direito, serviço social e administração. Além disso, a Faculdade já opera nos estados de Alagoas e Amazonas. Segundo o representante da Firb no estado, Carlos Corrêa, a instituição sempre teve como objetivo crescer junto com o estado e para comprovar isso vem realizando um investimento ousado em infra-estrutura. A nova sede da Firb, que deve ficar pronta em agosto, conta com 12 lojas, academia de ginástica, mais 70 salas de aula, 15 laboratórios e estacionamentos para mais de mil carros. Um investimento orçado em cerca de cinco milhões, para atender mais de quatro mil alunos. O desembargador Samoel Evangelista, em seu discurso, parabenizou a instituição por sua atuação no Estado, lembrou que nos próximos dias estarão sendo firmados convênios entre o Poder Judiciário e a Firb na área de Justiça Comunitária, coordenada pela desembargadora Eva Evangelista e também para instalação possivelmente de um Juizado Especial na área que a Faculdade destinou ao TJ para capacitação de seus alunos da área de direito. “Recentemente estive visitando as instalações e devo reconhecer que são muito importantes para a formação dos seus alunos, pois se trata de um amplo espaço onde pode funcionar não apenas um juizado, mas também sessões do Tribunal do Júri, o que demonstra a preocupação da instituição em se envolver com a nossa sociedade na solução dos seus problemas”, disse o presidente do TJ.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Atualizado em 17/06/2015