Desembargadores prestigiam posse de recondução ao cargo de procuradora-geral de Justiça

Na ocasião, desembargador Francisco Djalma parabenizou os empossados e destacou a parceria dos dois órgãos em atividades sociais

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, desembargador Francisco Djalma, prestigiou, na sexta-feira, 31, a posse da procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, que foi reconduzida ao cargo para o biênio 2020-2022. A solenidade também foi acompanhada por diversos desembargadores.

Na sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), foi reconduzido ao cargo o corregedor-geral Celso Jerônimo de Souza, e o empossados os procuradores de Justiça Danilo Lovisaro do Nascimento, Álvaro Luiz Araújo Pereira e João Marques Pires como membros titulares do Conselho Superior, órgão que zela pelos princípios institucionais.

Além da Procuradoria-Geral de Justiça, a administração superior do MP acreano compreende a Corregedoria-Geral, o Conselho Superior e o Colégio de Procuradores, órgãos responsáveis por atuar e deliberar em assuntos administrativos, funcionais e institucionais, sendo que nos dois últimos as decisões são tomadas conjuntamente.

Em seu pronunciamento, o presidente do TJAC, parabenizou os empossados e destacou que o Tribunal de Justiça Acreano tem o Ministério Público como parceiro em muitas de suas atividades sociais e que continuará a trabalhar em conjunto nesse novo mandato.

“A procuradora-geral Kátia Rejane é merecedora de todas as homenagens e tenho a certeza de que o seu compromisso será de bem servir à instituição e a sociedade acreana, como aliás assim tem sido o seu perfil ao longo de sua carreira. A representa, de forma indelével, a vontade democrática de toda uma classe, em cuja recondução demonstra, de forma induvidosa, o espírito republicano do atual governo, por ter prestigiado a escolha da candidata mais votada pelos seus pare”, disse o presidente desejando sorte também aos outros empossados.

Durante sua fala, a procuradora destacou sobre os avanços da instituição e dos projetos futuros, como a construção da sede do MPAC. Destacou as ações de combate à corrupção e a recuperação de aproximadamente R$ 7 milhões em tributos, no ano de 2019, por meio de ações conjuntas com vários órgãos.

A procuradora-geral foi escolhida para reconduzir o cargo no final de 2019, com quase 70% dos votos dos membros do MP acreano. Ela foi nomeada pelo governador do estado, Gladson Cameli, para mais um mandato de dois anos.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 03/02/2020