Desembargadora Eva Evangelista visita agentes na Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO)

A Desembargadora Eva Evangelista visitou na tarde desta terça-feira, 23 de junho, os Agentes Comunitários recém-aprovados em processo seletivo realizado pelo Tribunal de Justiça do Acre, para atuarem nos municípios de Rio Branco, Capixaba e Epitaciolândia. A visita aos Agenstes aconteceu no curso de formação e capacitação, que está sendo realizado na Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO).

Idealizadora e coordenadora do programa Agente Comunitário, a Desembargadora Eva Evangelista falou aos alunos sobre a importância desse modelo de Justiça. "Vocês estão percebendo que por esse meio de Justiça, a Comunitária, prevalece o diálogo. Isso é muito bonito, muito bom", afirmou.

A visitante ilustre disse ainda que os Agentes precisam se capacitar para ouvir e resolver problemas de pequena monta nas comunidades. "Precisamos ter essa capacidade e eu tenho certeza que todos vocês absorverão bem esse curso", disse, antes de voltar a elogiar a Agente Cláudia Clementino, segundo ela, exemplo da equipe anterior de Agentes. "A Cláudia chegou a ficar trabalhando mesmo depois de ter encerrado o contrato. Isso é mais que um exemplo", elogiou.

Após fazer alguns esclarecimentos sobre o programa e elogiar a Juíza de Direito Mirla Regina, coordenadora executiva do programa, a Desembargadora fez um agradecimento especial diante dos 143 alunos presentes: "Não posso deixar de agradecer aos nossos deputados federais pelas emendas parlamentares que reservaram para esse programa tão importante".

143 dos 148 aprovados participam do curso de formação de agentes, coordenado pelo Centro de Capacitação do Poder Judiciário (CECAP), iniciado dia 1º de junho. A previsão de encerramento é para esta quinta-feira, 25, 143. Após receberem o certificado por participação no curso, numa solenidade que será presidida pela Desembargadora Eva Evangelista, mas ainda sem data marcada, os agentes entram em atividade nos três municípios. 

Desde 2002

 

O Programa Agente Comunitário é desenvolvido pelo Tribunal de Justiça desde 2002, inicialmente em convênio com o Ministério da Justiça. Em 2006 o Programa passou a ser executado em parceria com a Prefeitura Municipal de Rio Branco e atualmente com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania – PRONASCI (Convênio nº 034/2008) e a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (Convênio nº 700546/2008). Esta última parceria tornou-se possível pelas emendas parlamentares apresentadas pelos deputados federais Nilson Mourão, Ilderlei Cordeiro, Sérgio Petecão e Flaviano Melo.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 24/06/2009