Desembargador Luís Camolez apresenta compromissos firmados em um ano de desembargo

A responsabilidade de cada um dos 12 desembargadores está ligada ao bom andamento da democracia e da vida em sociedade.

Na Sessão Ordinária n° 945 do Tribunal Pleno Jurisdicional, realizada nesta quarta-feira, 25, após a análise dos 14 processos pautados, o Colegiado dirigiu palavras de felicitação ao desembargador Luís Camolez, que completa na próxima quinta-feira, 26, um ano de atuação no 2º grau da Justiça estadual. A comemoração foi celebrada com a apresentação do balanço estatístico do atendimento jurisdicional.

O desembargador-presidente Francisco Djalma cumprimentou o colega: “é uma marca da sua pessoa estar sempre com um sorriso largo. Sua presença engrandece o nosso convívio. Este tribunal ganhou muito com sua ascensão e suas colaborações diárias continuam sendo bem-vindas”.

Empossado pelo critério de antiguidade, o desembargador Luís Camolez sucedeu a desembargadora Cezarinete Angelim (in memorian). Assim, de acordo com os dados estatísticos extraídos do Sistema de Automação da Justiça (SAJ), o gabinete possuía um acervo de 587 processos acumulados. Ao longo de um ano, restam apenas 67 processos.

Ao passo que, neste ano foram distribuídos novos processos. E em seis meses deste período, foram julgados mais processos do que recebidos, cumprindo então uma das metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Ainda foram apreciadas 252 liminares. As primeiras palavras de Camolez foram destinadas a reverenciar o desempenho de sua equipe, na qual o esforço coletivo proporcionou o alcance da produtividade progressiva.

O presidente da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça homenageou ainda sua esposa, Yolanda Camolez, “que ao seu lado vive todos os desafios e realizações”. Por fim, destacou que o controle interno, externo e controle social são práticas voltadas para a eficiência do Poder Judiciário, em consonância com o planejamento da gestão administrativa.

A transparência dos dados se concluiu a valorização dos compromissos estabelecidos desde a chancela de mérito recebida em 2018. “Temos um compromisso social e eu fico contente por dar vazão aos processos que recebi, por atender as demandas e representar bem o Tribunal de Justiça do Estado do Acre”, concluiu.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: DIINS Atualizado em 26/09/2019