Coral do Judiciário canta e encanta durante programação do aniversário de 53 anos do TJAC

Após as apresentações, não houve quem não aplaudisse o grupo, que cantou e encantou na Sede Administrativa do Tribunal.

Encerrando a manhã de comemorações, servidores soltaram a voz em uma apresentação do Coral do Judiciário, que concluiu as diversas atividades realizadas nesta quinta-feira (16) para celebrar os 53 anos de instalação do Tribunal de Justiça no Estado do Acre (TJAC).

O Coral iniciou a apresentação com a música “Digno de Louvor”, do grupo Integração, depois inovaram cantando em outro idioma a música “Siyahamba”, que é a versão africana da canção “Caminhamos pela luz do Senhor”, e por fim, apresentaram a música “A paz” do grupo Roupa Nova.

sessao-solene-53anos-tjac-jun16-52

A apresentação também contou com participação da desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, que é uma das grandes incentivadoras desse processo de reativação do Coral do Judiciário. A finalidade do Coral é promover a humanização e a qualidade de vida através da atividade cultural. Afinal, o canto estimula a interação social e é uma das melhores formas de celebrar uma data tão especial.

Após as apresentações, não houve quem não aplaudisse o grupo, que cantou e encantou na Sede Administrativa do Tribunal.

Após assistir a apresentação musical, a desembargadora Izaura Maia elogiou os participantes e revelou que depois de ter visto a apresentação do Coral em dezembro, na Cantata Natalina, se encantou com as vozes do judiciário. “Eu adorei. Devei ter mais uma. Senti que todos estavam concentrados, prestando atenção nas vozes, nas músicas. São vozes maravilhosas que temos, e eu fiquei com vontade de mais uma apresentação. Pois, foi muito bom, muito salutar, e nos mostrou todas as facetas do nosso Tribunal. Pessoas que após o trabalho, ainda se preocupam em dar sua contribuição. E eu acho que não deve parar, deve continuar”, afirmou a magistrada.

Já a servidora do Poder Judiciário há quatros anos, Elaine Cristina, que fez um solo durante a música “A paz”, ressaltou a felicidade de poder comemorar o aniversário da instituição cantando no Coral: “eu me sinto extremamente honrada em participar desse coral, ouvi falar que este coral funcionava há muito tempo, mas ele parou. E agora com a desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, que prioriza a humanização e a valorização do servidor, ela ajudou na reativação do Coral. E como eu gosto muito de participar, gosto muito de arte, me sinto extremamente feliz de ter tido essa oportunidade de participar e contribuir. É ainda mais gratificante poder cantar nesta ocasião, os 53 anos do Tribunal”.

O maestro Israel Lira, que coordenou a atividade, também fez questão de parabenizar o TJAC pela comemoração dos 53 anos, bem como por incentivar o Coral, “onde se estabelece um Coral é muito positivo, porque as pessoas que integram e o Coral tornam-se uma espécie de família. E como temos no Tribunal pessoas que cantam bem, pois, em quinze dias podemos formar um repertório para servir a magistratura hoje. E isso só foi possível pelo incentivo da atual gestão. Foi muito bom poder contribuir e homenagear o Tribunal nessa comemoração dos 53 anos. E agora o TJAC tem um coral para poder animar as festas e fazer cidadãos melhores através da música”.

O Coral é mais uma das ações que compõem o Programa Qualidade de Vida, idealizado pela atual gestão do TJAC. Com o slogan “cuidar e servir, de coração para coração”, o programa é destinado ao desenvolvimento de ações de prevenção e promoção à saúde, ao bem-estar e à positividade dos magistrados e servidores.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Ex. DIINS - Diretoria de Informação institucional Atualizado em 17/06/2016