Comitê Interno do TJAC define ações de implantação do Processo Judicial Eletrônico

Processo Judicial Eletrônico, PJe, é uma ferramenta disponibilizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para tramitação das ações.

O Comitê Interno de Implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe) no âmbito do Poder Judiciário Acrenao reuniu-se por meio de videoconferência, na terça-feira, 23, para definir estratégias de trabalho e identificar possíveis unidades judiciárias para iniciar a instalação do sistema.

O Pje é uma plataforma digital de tramitação de processos judiciais, desenvolvida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com parcerias de diversos Tribunais. Seguindo determinação do CNJ, a gestão do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) está elaborando planejamento e desenvolvendo mecanismos para adoção do sistema à nível estadual.

Entre as questões debatidas no encontro estavam: definição das possíveis unidades para serem os pilotos na instalação do Pje; apontamento das questões estruturais necessárias, especialmente, o suporte de Tecnologia da Informação; realização de formações; e, elaboração do plano de endomarking para implantar o PJe.

“Isso tudo visa subsidiar a administração do Tribunal de Justiça do Acre para que quando chegar o momento da implantação do PJe possamos ter bastante segurança, desde o momento da unidade piloto à capacitação dos magistrados e servidores. Estamos trabalhando de uma forma que seja possível nos inserir no projeto nacional de implantação do PJe de uma forma tranquila, de uma forma técnica com bastante planejamento”, explicou o juiz-auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça, Leandro Leri Gross.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 24/06/2020