Comitê a favor do desarmamento realiza reunião de trabalho

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Samuel Martins Evangelista e o corregedor geral da Justiça, desembargador Arquilau de Castro Melo, participaram nesta segunda-feira a tarde, na Assembléia Legislativa, da primeira reunião do Comitê “Acre Sem Armas – Vote Sim pelo Referendo”, criado a partir de uma proposta da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), durante seminário realizado na semana passada para tratar do tema. Durante a reunião de Segunda-feira, a deputada Perpétua Almeida fez um breve resumo do encaminhamento do encontro que criou o comitê e das propostas de trabalho a ser realizado na campanha em favor do desarmamento, visando o referendo a ser realizado em outubro. O desembargador Arquilau de Castro Melo, fez questão de destacar que o objetivo da reunião seria apresentar idéias de como se mobilizar a sociedade para participar da campanha de desarmamento e do referendo. Os participantes que representam mais de 30 organizações governamentais e não governamentais, entre os quais o vice-prefeito de Rio Branco, Eduardo Farias, a primeira secretária da mesa diretora da Câmara de Rio Branco, Arianny Cadaxo e o secretário executivo de Segurança, Gilvandro Soares, o procurador geral de Justiça, Eliseu Buchmeier e a deputada estadual Nalu8h Gouveia (PT), apresentaram várias propostas de encaminhamento da campanha que já começa na próxima semana com atividades na Expoacre 2005. O desembargador Samuel Evangelista fez uma reflexão sobre a necessidade de se trabalhar a campanha do desarmamento e do referendo também no interior. E fez questão de colocar a estrutura do Tribunal de Justiça à disposição para que as ações fossem efetivadas. Disse também da importância de se envolver o governo do Estado e da estrutura de mídia local para promover campanhas educativas sobre o desarmamento. O desembargador lembrou ainda que o Poder Judiciário do Acre realizará um dia para entrega de armas de funcionários e seus familiares e sugeriu que todas as instituições realizem campanhas semelhantes. Uma nova reunião será realizada quinta-feira para consolidar as propostas apresentadas e marcar data do início das atividades em escolas, repartições públicas na defesa do sim no referendo de outubro. Fonte: Assessoria de Imprensa do TJAC

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 19/07/2005