Comarca de Cruzeiro do Sul: parceria com Apadeq garante reparação do Centro Cultural do Juruá

O Centro Cultural do Juruá, primeiro museu da Justiça Acreana, funciona na mais antiga edificação do estado do Acre, datada de 1912, que se destinou originariamente a abrigar a Prefeitura do Departamento do Alto Juruá.

Mas apesar de seu grande valor como patrimônio cultural e de sua importância como referência à identidade e memória do povo acreano, recentemente o prédio foi alvo da ação de vândalos, que danificaram as paredes e as instalações elétricas do local, comprometendo a edificação estética e funcionalmente.

Objetivando a reparação dos estragos, a Direção do Foro da Comarca de Cruzeiro do Sul articulou contato com a Associação de Pais e Amigos de Dependentes Químicos (Apadeq) de Cruzeiro do Sul, que prontamente se ofereceu para colaborar com a revitalização e manutenção do prédio.

Como resultado da parceria institucional, em um prazo de apenas dois dias, cinco internos da Apadeq concluíram toda a pintura do prédio, substituíram lâmpadas e repararam as instalações elétricas danificadas, devolvendo à edificação seu aspecto característico.

Além disso, em um digno exemplo de comprometimento com a preservação do patrimônio histórico e cultural acreano, a Apadeq também passou a auxiliar a vigilância do local, com o objetivo de impedir que ocorram novos danos ao prédio.

Dentre as atividades realizadas pela instituição, voltada ao tratamento de dependentes químicos, estão a formação dos internos para os mais variados ofícios, como marcenaria, pintura, reparos elétricos, produção de farinha, fabricação de biscoitos e manutenção de computadores.

O oferecimento de instalações confortáveis e de acompanhamento multidisciplinar integra a filosofia da Apadeq, que, além de promover a superação do vício, tem como objetivo incutir em cada interno valores como estudo, honra, labor, disciplina, respeito e contribuição para o desenvolvimento da sociedade.

A instituição é parceira do Poder Judiciário há vários anos e oferece atualmente doze vagas para internação por determinação judicial.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 17/04/2015