Comarca de Brasiléia organiza Júri Popular de acusado por duplo homicídio

O estudante Adônis Ferreira Bronzeado, de 19 anos, acusado de assassinar Jeferson Freitas da Silva, de 23 anos, em dezembro de 2008, e Manoel Inácio da Silva, de 44, pai de Jeferson, em setembro de 2009, será submetido a Júri Popular na Comarca de Brasiléia no próximo dia 18 de fevereiro.

O julgamento do primeiro crime (processo nº 003.08.003120-2) acontecerá no Fórum Dr. Evaldo Abreu de Oliveira, no centro da cidade, sob condução do Juiz de Direito Substituto Alesson Braz.

Tendo em vista que os crimes geraram grande comoção na cidade, a equipe da Vara Criminal de Brasiléia está organizando um esquema especial para os familiares das vítimas e dos réus, a imprensa e a comunidade interessada em acompanhar o julgamento do caso.

O plenário do Tribunal do Júri será dividido da seguinte maneira: 5 vagas para a família do réu; 5 vagas para a família da(s) vítima(s); 15 vagas para a comunidade; e vagas para a imprensa. As vagas da comunidade serão ocupadas por meio de rodízio. Como o espaço é reduzido, quem sair poderá ceder o lugar a outro já inscrito.

Desse modo, os interessados devem procurar a equipe da Vara Criminal, por meio do telefone (68) 3546.3307, e realizar a sua inscrição. No dia 18, a segurança do Fórum será reforçada por equipes da Polícia Federal, Militar e Civil. Da mesma forma, enquanto durar o julgamento, parte da Avenida Geny Assis, em frente ao Fórum, será parcialmente interditada.

O julgamento do segundo crime (processo nº 003.09.002517-5) deve ocorrer no próximo mês de março, segundo informou a Secretaria da Vara Criminal de Brasiléia. Está marcada para o dia 19 de fevereiro, dia seguinte ao primeiro julgamento, a audiência de instrução, que antecede a realização do júri. A mesma estratégia de organização utilizada no primeiro julgamento deve ser empregada nesse segundo.

Os crimes

Na madrugada do dia 21 de dezembro de 2008, segundo o inquérito policial, após alguns desentendimentos em uma casa de eventos da cidade de Brasiléia, o acusado Adônis Bronzeado foi até sua casa, se armou com uma faca, voltou e assassinou Jeferson Freitas da Silva, de 23 anos.

Após alguns meses de detenção no Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco, o acusado conseguiu o benefício da liberdade provisória e voltou para a cidade natal. No dia 28 de setembro de 2009 ocorreu o assassinato do pai de Jeferson, Manoel Inácio da Silva, de 44 anos, que o acusado alega ter cometido para se defender.

Segundo testemunhas, depois de efetuar os disparos contra a vítima, Adônis foi ajudado por seu pai, Adonai Rodrigues Bronzeado, e juntos fugiram em uma moto pelas ruas da cidade. Nessa tentativa de fuga, eles ainda atropelaram uma pessoa, a poucas quadras do local onde aconteceu o crime.

Ao caírem da moto, o pai de Adônis machucou-se e permaneceu no local. Já o filho, com a arma do crime, fugiu para uma chácara de familiares próxima ao Rio Acre. Em menos de duas horas após o crime, policiais militares conseguiram deter o acusado.

Adônis Brozeado, indiciado como autor dos dois homicídios, permanece detido no Complexo Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco. Seu pai, Adonai Bronzeado, foi indiciado como co-autor do segundo crime e será submetido, juntamente com o filho, a Júri Popular, que tem previsão para ocorrer em março deste ano.

 

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 10/02/2010