COGER realiza Correição na Capital, Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima

Dando continuidade ao Calendário de Correição Geral e Ordinária de 2008, a equipe da Corregedoria Geral da Justiça (COGER) instalou, nesta segunda-feira, 10, os trabalhos correicionais na 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco. A unidade tem como titular a Juíza de Direito Denise Bonfim e se constitui uma das maiores da Capital do Acre.

Ao iniciar os trabalhos, a Corregedora Geral da Justiça, Desembargadora Eva Evangelista, reiterou o caráter pedagógico da Correição e voltou a lembrar que a ida às unidades judiciárias não tem como missão punir eventuais falhas no andamento dos feitos e, sim, de orientar os magistrados e os servidores para a melhoria da prestação jurisdicional.

“Não estamos aqui para punir ninguém e, sim, para conhecer a forma como os trabalhos estão sendo realizados”, afirmou Eva Evangelista, acrescentando que é “olhando no olho do servidor que é possível saber melhor como está se dando a prestação jurisdicional. “Às vezes, a gente verifica de longe que alguns índices estão elevados, mas não tem conhecimento do que ocasionou tais problemas. Com a Correição, é possível detectar as causas desses problemas”, explicou a Corregedora, enfatizando a importância dos trabalhos correicionais. 

Para Denise Bonfim, a Correição é sempre bem vinda, pois é o momento de se analisar e aferir a qualidade dos serviços que são prestados ao cidadão. “Este é um momento muito importante para nós, magistrados e servidores, pois é nesse momento que temos a oportunidade de mostrar o que estamos fazendo e as condições em que estamos trabalhando”, enfatizou a magistrada. 

Ainda segundo a juíza, desde a última Correição, realizada em 2007, a equipe de servidores da unidade judiciária tem se dedicado em reduzir a Taxa de Congestionamento verificada pela COGER, na tentativa de elevar o nível de satisfação das pessoas que procuram a 2ª Vara Criminal da Capital. “Não medimos esforços para reduzir o número de processos em trâmite em nossa Vara”, enfatizou Denise Bonfim, revelando que ela e sua equipe têm, inclusive, trabalhado nos finais de semana para melhorar a perfomance da referida unidade judiciária. 

Por fim, a magistrada agradeceu o apoio que tem recebido da Direção do tribunal, de maneira especial da Corregedoria Geral da Justiça. “Agradecemos o apoio que temos recebido, em especial da nossa equipe de servidores, que apesar de reduzida, tem colaborado muito para a melhoria da prestação jurisdicional”, frisou a Magistrada.

Presentes ao início dos trabalhos, o Promotor Público de Justiça Romeu Cordeiro e o advogado Mário Jorge Oliveira fizeram elogios à forma de trabalho da equipe coordenada por Eva Evangelista, que na sua avaliação tem resultado em mais celeridade no julgamento dos feitos. “Somos testemunhas da importância desse trabalho”, afirmou Oliveira. Finalizando, Eva Evangelista agradeceu o empenho da Magistrada e sua equipe de servidores, e pediu-lhes que continuem firmes no propósito de melhorar cada vez mais o atendimento ao cidadão, principalmente os mais humildes e carentes. “É dessa forma que a nossa justiça será referência para a Amazônia e para o restante do Brasil”, afiançou a Corregedora. 

Interior

Na semana passada a equipe da COGER realizou Correição nas Comarcas de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, no Vale do Juruá, distante cerca de 750 quilômetros da Capital, Rio Branco.  Em Mâncio Lima, os trabalhos correicionais aconteceram no dia 3 de novembro. Em Rodrigues Alves, as atividade foram realizadas no dia seguinte, 4, e no período de 5 a 8 deste mês foi a vez da Comarca de Cruzeiro do Sul passar por Correição Geral e Ordinária. 

 De acordo com Eva Evangelista, o trabalho desenvolvido nesses locais pode ser considerado satisfatório, o que pode ser confirmado pelo nível de satisfação demonstrado pelas pessoas que procuram a justiça. “O Judiciário do Acre está de parabéns pelo trabalho realizado pelos nossos dedicados e abnegados Magistrados e servidores”, finalizou.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 10/11/2008