CNJ reconhece empenho do TJAC na implantação do Sistema de Execução Eletrônico Unificado

Ministro Dias Toffoli enviou Ofício agradecendo os serviços prestados, que não foram interrompidos, mesmo com a pandemia da COVID-19, que alterou as dinâmicas de trabalho

Por meio de Ofício, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) reconhece a atuação do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) nos serviços prestados para implementação do Sistema de Execução Eletrônico Unificado (SEEU).

Além disso, o documento, assinado pelo presidente do CNJ, ministro Dias Toffoli, faz menção honrosa ao Judiciário acreano e agradece a cessão de três servidores com expertise, que são do quadro efetivo do TJAC, Paulo Wilker Oliveira Pereira e Warle Castelo da Rocha (Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas de Rio Branco), Marcelo Rodrigues da Silva (da Vara de Execuções Penais), e integraram equipe do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do CNJ, para a segunda fase da implantação do SEEU.

A Justiça do Acre finalizou a migração de 16.509 processos para a plataforma no início de abril deste ano, mesmo em período de isolamento social e home office. O sistema aprimora o acompanhamento do cumprimento da pena dos detentos, ajuda a combater a superlotação dos presídios, assim como, integra as informações estaduais a uma base nacional. Isso otimiza a execução penal.

No Ofício, o ministro registrou: “Mais uma vez, o denodo, o comprometimento e o espírito profissional e público para cumprir a missão, não interrompida por força das restrições sanitárias que eclodiram em razão da pandemia de COVID19, distinguiu esses servidores, permitindo ao Conselho Nacional de Justiça alcançar êxito em intervenção deveras complexa”.

Postado em: Galeria, Notícias | Tags:, ,

Fonte: GECOM Atualizado em 09/08/2020