CNJ divulga campanha nacional sobre a modernização da Justiça Criminal

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou neste mês de abril a campanha nacional sobre a modernização da justiça criminal – que está sendo gratuitamente veiculada por emissoras de rádio e tevê desde o último dia 16. 

Os Desembargadores Pedro Ranzi e Samoel Evangelista, Presidente e Corregedor Geral da Justiça do TJAC, respectivamente, participaram do lançamento da campanha em Brasília. “Essa questão da segurança pública afeta direta ou indiretamente a todos. Desse modo, conclamamos todos os nossos juízes e servidores a ampliar o debate e se integrarem a esta que faz parte de uma das ações estratégicas do CNJ para 2010. Precisamos discutir, nos engajar e promover ações que tornem a Justiça Criminal mais célere e efetiva em nosso Estado”, avaliou o Desembargador Pedro Ranzi. 

O objetivo do CNJ é ampliar o debate sobre segurança, com foco em penas alternativas, como forma de "punir melhor", beneficiando a sociedade. Nesse sentido, foi criada uma rede social, denominada Rede Jud, por meio da qual toda e qualquer pessoa pode se inscrever e participar de discussões, enquetes, além de postar exemplos de boas práticas, entre outros serviços.

Além da comunidade virtual, estão disponíveis filmes para TV, spots, cartazes e banners para a Internet.  As emissoras de rádio e televisão, revistas, jornais e portais na Internet podem utilizar gratuitamente as mídias da campanha. O encerramento da campanha está previsto para 31 de maio. Já esta primeira etapa vai até 2 de maio.

O segundo filme, com o título de "Fichados", mostra imagens de pessoas sendo fichadas por crimes como roubo, sequestro e homicídio. Em seguida, entra em cena a imagem de um homem fichado por falsificação de documentos e condenado à pena de serviço comunitário. O vídeo questiona se todo crime é igual e ressalta que pena inferior a quatro anos, por crimes sem violência contra a pessoa, pode ser substituída por serviços comunitários. "Não é melhor para ele? Não é melhor para todos?", questiona a campanha. O segundo vai ao ar a partir de 3, até 31 de maio.

A campanha, inserida no Ano da Justiça Criminal, é uma das ações estratégicas do Poder Judiciário para 2010. As ações estratégicas foram definidas, em fevereiro (2010), pelos presidentes de todos os tribunais.

(Com informações da Agência CNJ de Notícias)

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 22/04/2010