CNJ apresenta projetos a presidentes de tribunais

O presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Samoel Evangelista participou em Brasília, nesta segunda-feira da reunião em que o Conselho Nacional de Justiça apresentou dois projetos aos presidentes de tribunais de justiça de todo o país: o sistema de processo virtual e o Movimento pela Conciliação, ambos de iniciativa do próprio CNJ. As apresentações foram feitas na abertura de encontro do Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça, que se realiza em Brasília. O secretário-geral do Conselho, juiz federal Sérgio Tejada, mostrou as vantagens do uso do processo virtual na agilização e na transparência do Judiciário. A apresentação sobre o Movimento pela Conciliação, lançado pelo CNJ no dia 23 de agosto, ficou a cargo do desembargador Marco Aurélio Buzzi, integrante da Comissão Gestora do movimento e um dos seus idealizadores. “Sabemos que só a conciliação não resolverá os problemas de morosidade da Justiça brasileira. Mas nosso objetivo é apresentar uma alternativa, entre tantas viáveis”, disse o desembargador. “Não é a única solução, mas contribuirá para enfrentar o grave problema do tempo do processo”, completou. O secretário de comunicação do STF, Delorgel Kaiser, pediu o apoio dos presidentes para a campanha de visibilidade do movimento, que tem o slogan de “Conciliar é legal”. “Faço um apelo aos presidentes, para que indiquem servidores para ficarem responsáveis pelo movimento em seus tribunais”, disse. O conselheiro Douglas Rodrigues lembrou que o CNJ, como órgão estratégico de planejamento do Poder Judiciário, precisa do apoio dos tribunais para todos os projetos que desenvolve.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 04/09/2006