Cartório de Mâncio Lima é repassado à iniciativa privada

Dando continuidade ao processo de privatização das serventias extrajudiciais sob a responsabilidade do Poder Judiciário Acreano, o Presidente do Tribunal de Justiça do Acre e o Corregedor Geral da Justiça, desembargadores Pedro Ranzi e Samoel Evangelista, respectivamente, repassaram à iniciativa privada o Tabelionato de Notas, Tabelionato de Protesto de Títulos, Ofícios do Registro Civil das Pessoas Naturais, Registro de Imóveis e Registro de Títulos e Documentos e das Pessoas Jurídicas da Comarca de Mâncio Lima.

A solenidade de instalação do referido cartório aconteceu na manhã de terça-feira (25) e foi prestigiada por várias autoridades locais, dentre elas o Vice-prefeito do Município, Ériton Maia, o Juiz de Direito José Wagner, o Promotor de Justiça Fernando Cembranel, a Presidente da Câmara Municipal, Regina Melo, Vereadora Vanusa Costa, o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Mâncio Lima, Francisco Ribeiro, os líderes religiosos Padre Guilherme Stader, da Diocese de Cruzeiro do Sul, e Pastor Júlio Souza, da Igreja Presbiteriana, convidados e servidores da comarca local.

O cartório, cujo delegatário é o Bacharel Rodrigo Silva Azevedo, está localizado à Avenida Japiim, nº 1.171, sala 09, no Centro da cidade de Mâncio Lima.

Durante o ato o Presidente do TJAC fez um breve relato da história do município e fez elogios à atual administração da cidade. Ele afirmou que a privatização dos cartórios consiste em mais um passo rumo à melhoria dos serviços prestados à sociedade e pediu a colaboração da população no sentido de auxiliar o Judiciário na fiscalização dos serviços prestados. "Este é um novo desafio para todos nós, e espero que sejamos todos bem-sucedidos", enfatizou Pedro Ranzi.

Após cumprimentar os convidados presentes, o Corregedor Geral da Justiça fez questão de enaltecer a importância do trabalho realizado ao longo de tantos anos pelos servidores do Judiciário no âmbito das serventias "Estamos repassando à iniciativa privada algo que sempre cuidamos com muito carinho", lembrou. O Desembargador Samoel Evangelista desejou sucesso ao delegatário e finalizou dizendo que é direito do cidadão o acesso a serviços de qualidade.

O delegatário Rodrigo Azevedo destacou que estava muito feliz pela forma como foi acolhido pela população local e afirmou que a serventia está preparada para prestar todos os serviços que lhe são inerentes, com presteza e eficiência. Também destacou a lisura e transparência da Comissão do Concurso Público que selecionou os novos delegatários de Serviços Notariais, à época presidida pelo Desembargador Pedro Ranzi. "Fico feliz em estar fazendo parte, hoje, da história de Mâncio Lima", concluiu.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 27/05/2010