Cantata de Páscoa: Justiça promove atividade cultural com reeducandos

Celebrada por cristãos do mundo inteiro, a páscoa é uma festa cristã que relembra a ressurreição de Jesus Cristo. Mas não é apenas esse o sentido que o Judiciário Acreano irá preconizar com o evento “Cantata de Páscoa”, que vai ocorrer na próxima semana, no dia 4 de abril.

O ato será promovido no Palácio da Justiça a partir das 9h, pelo Tribunal Acreano e pela Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas (VEPMA), de Rio Branco. O desembargador-presidente Adair Longuini e a juíza titular da unidade judiciária, Maha Manasfi, conduzirão a atividade.

Sob regência do maestro e advogado Otoniel Turí, a Cantata de Páscoa será entoada por pelo menos vinte reeducandos – que estão nos regimes aberto e de pena privativa de direitos -, que fazem parte do Coral Redenção.

Eles cantarão músicas que expressem não apenas o espírito da páscoa, mas principalmente o veio da superação. É que muitos deles conseguiram vencer o preconceito da sociedade e tiveram outra oportunidade de recomeçar suas vidas. A palavra páscoa no original, aliás, significa a passagem da escravidão para a liberdade.

Começar de Novo

A iniciativa integra as ações do Programa Começar de Novo, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e executado pelo TJAC desde 2009.

O objetivo do programa é reinserir ex-detentos no na atividade profissional, em suas famílias e na sociedade. De acordo com o CNJ, “a medida é de fundamental importância para se evitar a reincidência dessas pessoas na criminalidade”.

Por isso, o Conselho incentiva os tribunais, instituições, organizações e empresas a encontrar mecanismos que possibilitem a entrada dos egressos do sistema prisional no mercado de trabalho.

Acompanhe aqui o áudio dessa matéria sobre a Cantata de Páscoa que acontecerá no dia 4/4, no Palácio da Justiça.

Postado em: Notícias | Tags:

Fonte: Atualizado em 05/06/2015