Basa quer dar continuidade às parcerias com o Tribunal de Justiça

O Banco da Amazônia vai ser um dos principais parceiros da nova administração do Tribunal de Justiça, auxiliando a nova gestão na implementação da política de facilitar o acesso do cidadão à justiça. A garantia foi dada agora há pouco pelo presidente do Banco, Mâncio Lima Cordeiro, em reunião com o presidente do TJ, desembargador Samoel Martins Evangelista e com a vice-presidente, desembargadora Eva Evangelista de Araújo e Souza. Durante a reunião, a primeira da nova gestão do TJ, que tomou posse ontem à noite, Mâncio Lima fez questão de destacar seu contentamento por ter sido o primeiro a ser recebido em audiência pelo presidente e a vice-presidente. “É uma felicidade estar aqui nesta primeira audiência do presidente Samoel Evangelista que por mérito e pela sua história, assume o Tribunal (de Justiça) nesse momento tão importante”, disse Mâncio Lima destacando que o Banco da Amazônia continuará sendo um dos parceiros da Justiça acreana nos próximos dois anos. Atualmente o Banco da Amazônia é parceiro do Tribunal de Justiça, junto com o governo do Estado, o Banco do Brasil, BNDES e Petrobrás, na restauração do Palácio da Justiça. O investimento do Banco na obra, a ser concluída em oito meses, é de R$ 350 mil. Além de participar da parceria para restauração do Palácio da Justiça, onde funcionará o museu do TJ, o gabinete de representação da presidência e o Pleno do Tribunal, o Banco também é parceiro no Projeto Cidadão e nos programas Justiça Itinerante, Justiça Comunitária e na realização de cursos para capacitação de servidores da justiça. “Nós estamos aqui colocando o Banco da Amazônia à disposição do Tribunal de Justiça para que possamos trabalhar em conjunto nesse importante momento de democratização da justiça, onde a prioridade é atender o cidadão”, disse Mâncio Lima. O presidente do TJ, desembargador Samoel Evangelista, agradeceu a visita e o apoio do presidente do Banco da Amazônia e disse estar contente em manter as parcerias do banco, que são de vital importância para o bom funcionamento de ações na área do Projeto Cidadão e da Justiça Comunitária. “Nós estamos em busca de parceiros nessa caminhada onde a prioridade é facilitar o acesso do cidadão à justiça e acabar com a morosidade da justiça. O apoio do Banco da Amazônia nesse processo é de extrema importância e fundamental para consolidação desse novo trabalho”, disse o presidente. Fonte: Assessoria de Imprensa do TJAC

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 03/02/2005