ASMAC emite nota de solidariedade a magistrado

 

NOTA DE SOLIDARIEDADE 

 

A Associação dos Magistrados Acreanos – ASMAC – vem a público manifestar a sua indignação diante das recentes notícias de que um ex-parlamentar, processado pela prática de crime, é suspeito de encomendar a morte do Juiz Cloves Augusto Alves Cabral Ferreira, por ter o magistrado decretado a prisão do réu em processo criminal.

 

Diante da gravidade do fato, cuja consumação felizmente foi prevenida pela ação eficiente e tempestiva do Ministério Publico Estadual, esta Entidade registra o seu mais veemente repúdio à ameaça dirigida ao Juiz Cloves Augusto e contra as tentativas escusas de limitar legítimo exercício da judicatura e do estrito cumprimento das leis vigentes no país.

 

A ASMAC vê nesse tipo de ameaça uma agressão abjeta, verdadeira tentativa de intimidar juízes, em afronta direta aos preceitos constitucionais e democráticos, prática que a sociedade brasileira não admite nem tolera.

 

A ASMAC tem acompanhado os fatos com preocupação e repugna a alegação de que tudo é invenção e não passa de perseguição política das instituições envolvidas na investigação, porquanto manifesta tentativa de desviar a atenção da opinião pública.

 

A ASMAC presta incondicional solidariedade ao Juiz Cloves Augusto e reconhece a atuação firme da Administração do Tribunal de Justiça do Acre que, na pessoa da presidente Izaura Maia, do vice-presidente Pedro Ranzi e da corregedora Eva Evangelista, não mediu esforços para garantir a segurança do magistrado e de sua família, de maneira a assegurar a plena liberdade à atividade judicial e a soberania do estado democrático de direito.

 

Rio Branco–Acre, 12 de novembro de 2007. 

Juiz Laudivon Nogueira, Presidente da ASMAC 

 

(Assessoria de Imprensa da ASMAC)

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 14/11/2007