Arquilau Melo: Projeto Cidadão reduziu em 40% população sem documento no Acre

O Tribunal de Justiça homenageia logo mais à noite no Buffet Espaço “A”, 40 personalidades que mais influência tiveram na realização do Projeto Cidadão. Em dez anos de existência, o Projeto Cidadão reduziu em mais de 40% a massa de sem-documento no Acre. “Apenas em registro de nascimento, quando o projeto começou em 1995 cerca de 64% da população não tinha o documento. Este ano, segundo o IBGE, a taxa é de apenas 18%”, disse o coordenador do projeto, desembargador Arquilau de Castro Melo. “O Projeto Cidadão teve participação decisiva nesses números”, completou. O PC começou nas escolas de Rio Branco emitindo certidão de nascimento. As demandas foram surgindo com o tempo e hoje já foram expedidas 81 mil carteiras de identidade, atualmente o documento mais procurado. Na cerimônia de logo mais estarão presentes representantes de diversos segmentos sociais, como o empresário Adén Araújo, dono da rede Araújo de Supermercados, que doa os bolos de noivados nos casamentos coletivos realizados pelo PC –e o senador Tião Viana, que contribui alocando recursos para realização do projeto em localidades isoladas do Estado. As unidades do Exército, como BIS e BEC, serão igualmente homenageadas. O ouvidor agrário nacional, Gercino Filho, desembargador aposentado do TJ do Acre, o presidente do Basa, Mâncio Cordeiro e outras personalidades estão sendo lembradas mas não receberão o certificado nesta noite mas ao longo do próximo ano. Há incompatibilidade de agenda e eles não devem estar presentes. Fonte: www.noticiasdahora.com

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 28/12/2005