Alunos da Ufac poderão auxiliar juizes

Pelo menos 250 formandos do curso de Direito da Universidade Federal do Acre (Ufac) vão poder, a partir de agora, dar assistência aos juízes durante as audiências nas mais diversas varas e Juizados Especiais de Rio Branco e algumas cidades do interior. Uma Vara de Família da capital e a Comarca de Bujari servirão como projeto piloto para os futuros bacharéis em Direito. Para celebrar a parceria entre o Tribunal de Justiça e a Ufac, o presidente e a vice-presidente do TJ, Samoel Evangelista e Eva Evangelista, receberam ontem o chefe do departamento do curso de Direito, Edson Ferreira de Carvalho. O professor lembrou que esse trabalho faz parte das exigências da grade curricular do curso dentro da disciplina de Práticas Jurídicas. “Os alunos têm um ensino de graça, mas têm que dar algo em troca para a sociedade. E ao mesmo tempo em que estarão trabalhando para a comunidade, estarão enriquecendo conhecimentos e cumprindo uma exigência curricular”, destacou o chefe do departamento do curso de Direito. Outro assunto em pauta durante a reunião, foi a ampliação Anexo dos Juizado Cível no Campus Universitário, que será transformado em pouco tempo no 4º Juizado Cível de Rio Branco, com mais duas salas de audiência e uma para recepção da comunidade. Outra boa notícia do presidente do TJ é que em breve o Campus Universitário ganhará também um Juizado Criminal para atender as famílias dos conjuntos Tucumã, Rui Lino, Universitário e comunidades vizinhas como a Custódio Freire. Durante a reunião também foi discutida a possibilidade de o TJ instalar no Campus Universitário um Centro Integrado de Cidadania (CIC) com serviços do Judiciário, Defensoria Pública, Ministério Público, além de emissão de documentos, numa espécie de Projeto Cidadão permanente. “Na minha concepção, a Universidade precisa estar envolvida na busca de soluções para os problemas que afligem a comunidade e, dessa maneira, os problemas judiciários fazem parte desse conjunto. Diante de tantos problemas, não podemos dispensar o potencial da universidade, tanto no que toca aos seus recursos humanos, como no que toca a idéias e por isso estamos, juntos, discutindo soluções para as demandas que a sociedade tem”, disse o presidente do TJ, desembargador Samoel Evangelista. Para a desembargadora Eva Evangelista, o compromisso de levar a Justiça para próximo das famílias se cumpre dessa forma, otimizando os serviços doPoder Judiciário em parcerias com instituições como a Ufac, e diminuindo as distâncias e barreiras que separam a população da justiça. “E o importante, com relação a participação dos alunos nas audiências, é que serão levadas em consideração a produtividade e a eficiência de cada estudante. Assim teremos a garantia de que a qualidade estará sempre presente nas ações dos formandos e nos resultados de seus trabalhos”, disse a vice-presidente do TJ. Fonte: Assessoria de Imprensa do TJAC

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 01/03/2005