Agricultor é condenado a 36 anos por estupro e homicídio de estudante

Em julgamento que durou 11 horas, o Conselho de Sentença da Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco condenou na noite de ontem (28) o agricultor Nazareno Mendes Ferreira, 29 anos, a 36 anos de prisão, inicialmente em regime fechado ( Ação Penal nº 001.05.004089-9).

O réu foi acusado de juntamente com agricultor Odair de Oliveira Coelho de estuprar, espancar e degolar a estudante Brislene da Silva Almeida, 17 anos, crime ocorrido no dia 23 de maio de 2000, na área rural do Município de Acrelândia.

Este foi o terceiro julgamento do acusado, que no primeiro julgamento foi condenado a mais de 20 anos de prisão e teve direito a novo julgamento. No segundo, seu advogado recorreu da sentença.

O processo foi deslocado da Comarca de Acrelândia para Rio Branco a pedido da defesa, sob a alegação de que, em vista da comoção social provocada na cidade pelo crime, o julgamento e a necessária imparcialidade do júri poderiam ser prejudicados.

Nazareno Mendes, que aguardava julgamento em liberdade, teve sua prisão decretada pelo Juiz de Direito Substituto Gustavo Sirena. O Juiz que presidiu a sessão invocou o princípio da garantia da ordem pública, vez que o acusado havia ameaçado assassinar o magistrado, a Promotora de Justiça Joana D´Arc Dias Martins e o seu parceiro no ato criminoso, Odair de Oliveira. Por esse motivo, o réu teve sua pena aumentada.

O outro acusado de participar do crime, Odair de Oliveira Coelho, também já foi julgado e condenado pela morte da estudante, que após ser executada teve seu cadáver seviciado pelos dois envolvidos.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 29/01/2010