3º Encontro Nacional do Judiciário: Corregedorias Gerais irão intensificar fiscalização

O Corregedor Nacional de Justiça Gilson Dipp reuniu-se na sexta-feira (26) com os corregedores gerais dos tribunais brasileiros para discutir as estratégias de trabalho para 2010. Na ocasião, Dipp pediu aos corregedores que promovam correições periódicas nas unidades do judiciário, que estão sob sua fiscalização.

Também solicitou que orientem os juízes sobre a importância de alimentar os bancos de dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), intensificando o controle para garantir a atualização dos sistemas. "Sem informação não há gestão. A Corregedoria Nacional é o elo entre as corregedorias locais e precisa da integração e criatividade delas", explicou Dipp.

O Corregedor Nacional ressaltou a importante participação das Corregedorias Gerais no cumprimento das 10 metas do Judiciário, estabelecidas em 2009. Segundo ele, as corregedorias têm contato direto com os juízes e servidores e sua atuação foi fundamental para a realização dos mutirões de julgamento nos estados, o controle das estatísticas e a fiscalização do cumprimento da Meta 2, de julgar todos os processos distribuídos até 31 de dezembro de 2005. "Ninguém conhece melhor o Judiciário do que as Corregedorias. Por isso é preciso que elas sejam ativas", incitou.

Dipp lembrou ainda a importância das inspeções promovidas nos judiciários dos estados, para verificar a realidade da Justiça, assim como identificar as dificuldades e as boas práticas. A falta de estrutura material e de pessoal no 1º grau em relação ao 2º grau foi um dos problemas encontrados pela inspeção em vários estados, assim como excesso de funcionários requisitados de prefeituras e militares desviados de suas funções. 

A Corregedoria Nacional já promoveu 17 inspeções, que contribuíram para melhorar a prestação jurisdicional ao cidadão e serviram de base para orientar o Poder Judiciário na adoção de políticas públicas. Este ano a Corregedoria do CNJ pretende focar os trabalhos nos juizados especiais.

Os desembargadores Samoel Evangelista e Eva Evangelista, respectivamente, Corregedor Geral da Justiça do Acre e Corregedora Geral Eleitoral do Estado, participaram da reunião, manifestando apoio às novas orientações da Corregedoria Nacional. 

 

(Com informações da Agência CNJ de Notícias

Leia mais:

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 01/03/2010