1ª Vara de Família de Rio Branco registra baixo índice de congestionamento

Considerada uma das unidades judiciárias mais movimentadas da Comarca da Capital, com 2.598 processos em trâmite, segundo dados relativos ao mês de agosto de 2008, a 1ª Vara de Família registra atualmente 22% de taxa de congestionamento. Esse percentual foi verificado pela equipe da Corregedoria Geral da Justiça (COGER) durante o trabalho de correição realizado no dia 17 deste mês.

Para a Corregedora Geral da Justiça, Desembargadora Eva Evangelista, o índice reflete o nível de excelência do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo juiz Pedro Luis Longo, titular da unidade, juntamente com sua equipe de servidores, que em um ano conseguiram reduzir a taxa de congestionamento de 60%, registrada pela Correição em 2007, para os atuais 22%.

“Isso é motivo de satisfação para a COGER, pois significa que os feitos estão sendo julgados com celeridade”, disse Eva Evangelista. A Corregedora lembrou que as varas de família constituem a porta de entrada da Justiça, onde é exigido um tratamento mais humano às pessoas que buscam o Judiciário.

  

Eva Evangelista ainda fez questão de ressaltar que por ser a primeira Vara e, portanto, a mais antiga, a unidade recebe, por dependência, uma carga maior de processos. “Mesmo com todos esses fatores, o juiz Pedro Longo e sua equipe atingiram a meta projetada”, afirmou a Corregedora.

De acordo com o magistrado, a Correição Geral Ordinária é necessária, pois serve como auditoria da situação em que se encontra a unidade, indica caminhos e orienta sobre a melhor forma de solução de eventuais problemas. O magistrado se disse satisfeito pelo fato da Vara ter apresentado a menor taxa de congestionamento entre as varas de família da Capital. Ele creditou o feito ao apoio que tem recebido da Direção do Tribunal e do Ministério Público, que na sua avaliação contribuíram muito para este resultado. "Fico muito feliz ao saber que estamos cumprindo a contento nossa missão de distribuir Justiça”, concluiu Pedro Longo.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Fonte: Publicado em 23/10/2008