1ª Pesquisa de Satisfação da Justiça Acreana: trabalhos avançam na Capital e interior do Estado

O Tribunal de Justiça do Acre está realizando a “1ª Pesquisa de Satisfação da Justiça Acreana”, cujo objetivo é coletar que permitam medir a efetividade institucional perante seus públicos interno e, sobretudo, externo.

A idéia é de que a partir das informações obtidas será possível verificar em que áreas o Judiciário Acreano está atuando bem e aquelas em que é preciso melhorar. Também é uma oportunidade de ouvir os reclamos dos jurisdicionados, verificando junto a eles o nível de satisfação com os serviços oferecidos e analisar o nível de confiança das pessoas que não tem ações na Justiça etc.

Atualmente a equipe do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) – empresa contratada pelo Tribunal por meio de licitação -, está percorrendo as comarcas tanto da Capital quanto do interior do Estado e aplicando os questionários.

Serão aplicadas ao todo 2 mil entrevistas para os públicos-alvo magistrados, servidores, promotores, defensores públicos, advogados, jurisdicionados e cidadãos.

O quantitativo corresponde à amostra habitualmente utilizada em pesquisas de abrangência nacional realizadas por institutos de pesquisa eleitoral.

As perguntas tratam desde o atendimento ao público, até as instalações das unidades judiciárias, o nível de confiança no Judiciário do Acre, a imagem que os cidadãos tem, a eficiência etc.

Os trabalhados estão organizados pelas seguintes regionais: Regional do Alto Acre, Regional do Baixo Acre, Regional do Tarauacá/Envira, Regional do Purus e Regional do Juruá.

Em 51 anos de história, nunca uma pesquisa dessa natureza foi realizada no âmbito do Tribunal de Justiça Acreano.

A 1ª Pesquisa de Satisfação da Justiça Acreana é uma iniciativa da presidência do TJAC. De sua fase inicial participaram a Diretoria de Informação Institucional (Diins) e a Diretoria de Logística (Dilog). Na atual fase, os trabalhos têm sido acompanhados e fiscalizados pela Diins, com a colaboração permanente da presidência e com a execução do IEL.

Postado em: Notícias | Tags:,

Fonte: Atualizado em 12/01/2015