TJAC implementa melhorias na infraestrutura para aprimoramento da governança

A convergência dos recursos humanos, administrativos e financeiros para o aperfeiçoamento da prestação jurisdicional

A Administração do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) iniciou a operação de adequações em sua infraestrutura. A Diretoria de Tecnologia da Informação (Ditec) será transferida para o prédio onde atualmente funciona o Arquivo, que será totalmente reformado. A ampliação do espaço das gerências da Ditec está diretamente ligada à execução das diretrizes estratégicas do tribunal, com a melhoria do suporte operacional, segurança da informação, gestão documental, controle de bens e interoperabilidade. 

A medida atende a Resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) n° 211/2015, e tem sido uma prioridade na atual gestão, presidida pela desembargadora Waldirene Cordeiro, que tem ao seu lado como vice-presidente, o desembargador Roberto Barros, e o Corregedor-geral da Justiça, Elcio Mendes.

O diretor da Ditec Afonso Evangelista celebrou o aprimoramento institucional, apontando que a demanda se tornou essencial diante da modernização do Poder Judiciário acreano, “resultado do avanço da Justiça 4.0, Juízo 100% Digital e outros serviços que passaram a funcionar por meio de uso de recursos tecnológicos”. 

Dois servidores da Diretoria da Informação mostrando um infográfico

A diretora de Logística (Dilog) Alessandra Araújo assinalou que a transferência da Ditec está prevista para meados do mês de maio. “Será realizada adequação e reforma do prédio que hoje abriga o Arquivo Geral para receber a Ditec. A reforma está sendo realizada em parceria com o governo do Acre, por meio de um Termo de Cooperação. Estamos na fase de elaboração de projeto, no qual está sendo considerada toda a logística, a parte elétrica e estrutural, observando as diretrizes do CNJ para a materialização da governança”, explicou.

Paralela a essa ação, todo o acervo físico do Arquivo Geral será transferido para o prédio onde fica o Almoxarifado e a Escola do Poder Judiciária ampliada com a antiga estrutura da Ditec. Portanto, está em andamento o esvaziamento dos ambientes com a catalogação dos bens para doações e leilões.

Uma grande quantidade de servidoras e servidores está mobilizada nesse projeto: “todo esse trabalho envolve várias comissões, como a comissão para o desfazimento de bens, comissão de leilão, grupo de trabalho para a mudança – tanto para a retirada de bens inservíveis, quanto a mudança do arquivo de local – ou seja, está sendo empreendida uma verdadeira força-tarefa”, disse Alessandra.

A diretora da Dilog enfatizou ainda que no mesmo Termo de Cooperação com o Estado, também estão contempladas reformas em  20 Comarcas. “Com destaque para as reformas realizadas em Feijó e Tarauacá, no qual as unidades serão reinauguradas ainda neste mês de abril. Também se iniciaram reformas em Rodrigues Alves e Mâncio Lima. A Dilog já deflagrou as inspeções e medições nas comarcas de Cruzeiro do Sul, Senador Guiomard e Xapuri”, pontuou a gestora.

 

 

Miriane Teles | Comunicação TJAC