CNJ e Enfam abrem inscrições para curso “Marco Legal da Primeira Infância e suas implicações jurídicas” 

Objetivo é fortalecer instituições públicas e promover maior proteção das crianças, em especial, na primeira infância

A Escola do Poder Judiciário (Esjud) informa que estão abertas as inscrições para o Curso Marco Legal da Primeira Infância e suas implicações jurídicas. A iniciativa é do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

O público-alvo compreende magistrados, promotores de Justiça, defensores públicos, advogados, delegados de Polícia, policiais civis e servidores públicos que atuam nas equipes psicossociais do Sistema de Justiça e Segurança Pública.

O curso contará para fins de vitaliciamento e promoção na carreira de magistrados.

Inscrição e realização

A atividade vai acontecer entre os dias 5 de abril e 10 de junho. Para se inscrever, basta acessar o link: https://www.cnj.jus.br/formularios/curso-marco-legal-da-primeira-infancia/ 

O que é

Trata-se de uma ação do “Pacto Nacional pela Primeira Infância”, coordenado pelo CNJ, que tem como objetivo fortalecer as instituições públicas voltadas à garantia dos direitos previstos na legislação brasileira e promover a melhoria da infraestrutura necessária à proteção do interesse da criança, em especial, da primeira infância, e à prevenção da improbidade administrativa dos servidores públicos que têm o dever de aplicar o Marco Legal da Primeira Infância.

O que se espera

Os participantes deverão ser capazes de interpretar as normas que garantem o desenvolvimento integral de crianças de 0 a 6 anos, integrando os âmbitos psicológico, social, legal, administrativo e processual, à luz dos critérios, regras e princípios previstos na Constituição Federal, no Estatuto da Criança e do Adolescente e no Marco Legal da Primeira Infância. Busca-se promover a compreensão da importância desse período da vida e as estratégias para atuação intersetorial.

Carga horária e modalidade

A ser desenvolvido na modalidade de EAD, com tutoria, a agenda educacional possui 40 horas/aula, sendo 36 horas/aula de conteúdo e atividades, mais 4 horas/aula dedicadas à elaboração de um plano de ação.

Conteúdo Programático

MÓDULO 1 – Desenvolvimento integral como direito na Primeira Infância: contribuições interdisciplinares e sociopolíticas;

MÓDULO 2 – Integração do atendimento como Direito: peculiaridades na Primeira Infância;

MÓDULO 3 – O papel do Sistema de Justiça na Rede de Proteção à Primeira Infância: desafios de uma abordagem pautada em Direitos Humanos;

MÓDULO 4 – Acolhimento Institucional e Familiar, Intersetorialidade e Proteção Integral da Criança na Primeira Infância;

MÓDULO 5 – A proteção integral da criança na primeira infância no contexto da privação de liberdade de seus pais;

MÓDULO 6 – Plano de Ação.

Premiação

Ao longo do curso, os alunos elaborarão um plano de ação individualmente. Os 5 melhores planos de ação, escolhidos por uma comissão de tutores, serão premiados com um certificado do Conselho e serão divulgados nas redes sociais do CNJ.

(Com informações do CNJ e da Enfam)

 

Assessoria | Comunicação TJAC